Soluções para um rastreio mais rápido cancro da pele, microscópios portáteis para a deteção de malária, fatos de surf inteligente, internet em países em desenvolvimento, otimização da agricultura através de tecnologia de precisão e tecnologias que promovem o envelhecimento ativo e saudável. Estas são apenas algumas das soluções que o Fraunhofer AICOS desenvolveu durante os últimos 10 anos de promoção da investigação de utilidade pública.

Localizado na UPTEC – Parque de Ciência e Tecnologia da Universidade do Portoo Instituto cresceu de 12 para 80 investigadores altamente qualificados que trabalham em áreas como Indústria 4.0, IoT (Internet of Things), Soluções Integradas para a Saúde, Inteligência Artificial, Machine Learning, Manutenção Preditiva, Sistemas Ciber-físicos e Visão Computacional.

A história do Fraunhofer AICOS em Portugal conta-se ainda através  dos cerca de 100 projetos de investigação liderados nas áreas da saúde, agricultura, retalho, energia e telecomunicações, a que se soma o envolvimento com 10 projetos Europeus e a criação de parcerias com 150 organizações, em mais de 31 países.

Fundada pela Fraunhofer-Gesellschaft, o maior instituto de investigação aplicada da Europa, a Associação Fraunhofer Portugal começou a sua história em 2007 quando Portugal e a Alemanha estabeleceram um acordo de parceria para o desenvolvimento da Ciência e Tecnologia. Fruto deste acordo, a Associação Fraunhofer Portugal foi fundada em 2008 pela Fraunhofer-Gesellschaft e a CCILA, a Câmara de Comércio Luso-Alemã.

Finalmente, em 2009, a Associação Fraunhofer Portugal inicia as suas atividades de investigação, com a criação do instituto de investigação AICOS – Assistive Information and Communication Solutions. As instalações do AICOS são estabelecidas na UPTEC, fruto de uma pareceria entre o Fraunhofer-Gesellschaft, a FCT e a Universidade do Porto.

O evento de celebração dos 10 anos do Fraunhofer AICOS teve lugar no Terminal de Cruzeiros em Matosinhos, no passado dia 27 de setembro, e contou com a presença do Secretário de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, João Sobrinho Teixeira; a Presidente da Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT), Helena Pereira, o Diretor da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto (FEUP), João Falcão e Cunha; Konrad Herre, CEO do Sensry GmbH; Frank Treppe, Director de Políticas e Relações Externas da Fraunhofer-Gesellschaft; e Dirk Elias, Division Manager na Bosch.