Na FPCEUP maio é mês de luta contra a discriminação LGBTI+

“Maio LGBTI+, Consciência IDAHOT” reúne um conjunto de iniciativas que visam sensibilizar a comunidade académica para a importância de relembrar o Dia Internacional Contra a Homofobia, Transfobia e Bifobia.

Ao longo do mês de maio, a Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade do Porto (FPCEUP) irá acolher um conjunto de iniciativas que visam sensibilizar a comunidade académica para a importância de celebrar o Dia Internacional Contra a Homofobia, Transfobia e Bifobia (IDAHOT – International Day Against Homophobia, Transphobia and Biphobia) que é celebrado a 17 de maio.

O evento inaugural acontecerá no dia 15 de maio, às 14h30, sob o tema “Diálogos entre a Intervenção e a Investigação LGBTI”, e com o objetivo de formar e sensibilizar para a não discriminação das pessoas LGBTI+, possibilitando em particular o diálogo entre associações e organismos responsáveis pela intervenção com esta população e a academia. Neste seminário, haverá também lugar para a uma sessão de apresentação de posters sobre a temática.

No dia 17 de maio o IDAHOT será assinalado com uma fotografia coletiva na entrada da FPCEUP. Todos os membros da U.Porto estão a convidados a comparecer, trazendo vestida uma peça de roupa roxa/lilás, pretendendo-se assim alertar simbolicamente para o preconceito e a discriminação que a comunidade LGBTI+ ainda enfrenta.

Para encerrar as atividades previstas da ação “Maio LGBTI+, Consciência IDAHOT”, no dia 31 de maio, decorrerá, no âmbito do Programa Doutoral em Psicologia e do Programa Doutoral em Sexualidade Humana da FPCEUP, a conferência aberta “Violence against LGBT people: Distancing ourselves from the concept of homophobia” proferida pelo Professor Doutor Jaime Barrientos (Universidade Alberto Hurtado, Chile).

Este conjunto de iniciativas acontece no âmbito do compromisso da academia no combate acérrimo à homofobia, bifobia, transfobia e outras formas de discriminação, considerando particularmente a formação de futuros/as psicólogos/as e mediadores/as sócio-educativos/as da FPCEUP. A organização convida toda a comunidade académica a participar, independentemente da orientação sexual e/ou identidade e/ou expressão de género.

Sobre o IDAHOT

O Dia Internacional contra a Homofobia, Transfobia e Bifobia celebra-se a 17 de maio, desde que em 1990 a Organização Mundial de Saúde (OMS) retirou a homossexualidade da “Classificação Estatística Internacional de Doenças e Problemas Relacionados com a Saúde”. Desde então, este dia tem sido assinalado um pouco por todo o mundo, por diferentes entidades – membros dos Governos, autoridades públicas nacionais e/ou locais e representantes das organizações da sociedade civil – para relembrar as consequências negativas da homofobia, transfobia e bifobia nas vidas das pessoas gays, lésbicas, bissexuais, transgénero e intersexo – ou percecionados/as como tal – e despertar a consciência para a sua prevenção e/ou eliminação.