FEUP vence Prémio Secil Universidades 2011

Tiago Cerdeira Pinto e Cláudio Horas, os premiados do prémio Secil Universidades 2011

Uma solução base para a travessia do rio Douro através do metro, capaz de ligar as cidades do Porto e Vila Nova de Gaia, passando pela Ponte da Arrábida e ainda o estudo do comportamento dinâmico de pontes com tabuleiro pré-fabricado em vias de alta velocidade foram os temas de investigação dos dois estudantes da Faculdade de Engenharia da U.Porto (FEUP) premiados pela cimenteira SECIL, no âmbito da edição 2011 do Prémio SECIL Universidades.

O primeiro trabalho distinguido, da autoria de Tiago Cerdeira Pinto, finalista do Mestrado Integrado em Engenharia Civil (MIEC), paprenseta uma solução inovadora para a adaptação da Ponte da Arrábida à passagem do metro ligeiro, conforme previsto na terceira e última fase do desenvolvimento do Metro do Porto, que ligará as zonas do Campo Alegre (Porto) à Arrábida (em Vila Nova de Gaia), incluindo o novo atravessamento do rio Douro. Desenvolvida sob orientação de Álvaro Azevedo, a solução proposta pelo estudante da FEUP permite ganhos consideráveis no fator custo relativamente à construção de uma nova ponte.

O modelo de adaptação da Ponte da Arrábida agora premiado assenta numa nova solução estrutural e na implantação, no traçado e no perfil do dimensionamento dos diversos componentes envolvidos nesta nova abordagem. Durante toda a projeção da nova travessia, Tiago Cerdeira Pinto manifestou especial atenção ao impacto visual que advém das modificações implementadas na ponte, até pelo facto de a Ponte da Arrábida ser candidata a Monumento Nacional.

Cláudio Horas, também ele estudante finalista do MIEC, foi o autor do segundo trabalho premiado, o qual consistiu na elaboração de um estudo sobre o comportamento dinâmico de pontes com tabuleiro pré-fabricado em vias de alta velocidade. O objetivo desta investigação passa por contribuir para a evolução no conhecimento das implicações do tráfego a alta velocidade a nível estrutural e respetivas medidas de análise, incidindo com particular detalhe no desenvolvimento de processos de otimização de modelos numéricos de pontes e viadutos já existentes.

Orientado por Raimundo Delgado e Rui Calçada, Cláudio Horas desenvolveu um trabalho de investigação que incide sobre um viaduto ferroviário de tipologia pré-fabricada situado em Alverca, embora o que se pretenda é que esta experiência seja passível de ser aplicada a outras estruturas semelhantes.

Sobre o Prémio SECIL Universidades

O Prémio SECIL Universidades é atribuído anualmente pela cimenteira SECIL em colaboração com a Ordem dos Engenheiros. Contando com o Alto Patrocínio da Presidência da República, este galardão visa incentivar a qualidade do trabalho académico e promover o reconhecimento público de jovens provenientes das várias escolas portuguesas de Engenharia Civil e de Arquitetura. Na edição deste ano  foram atribuídos cinco prémios na categoria “Arquitetura” (um dos quais a uma estudante da FAUP) e três prémios na categoria “Engenharia Civil”. Cada um dos vencedores do prémio receberá um diploma e cinco mil euros.