FEUP debate como utilizar a Bioengenharia para construir um mundo melhor

A inscrição nos dois dias tem um custo de 21€ para estudantes (foto: Creative Commons)

Estaremos no caminho de uma ‘medicina portátil’ e à base de ‘wearables’? Como pode a bioengenharia contribuir para o processo da economia circular e promover um mundo mais verde? Conseguirá a biotecnologia auxiliar no desafio global que é o envelhecimento geral da população? Esta é apenas uma amostra do que vai estar em cima da mesa da 10.ª Edição do Simpósio em Bioengenharia, agendado para os dias 6 e 7 de abril, na Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto (FEUP).

Promovido pelo Núcleo de Estudantes de Bioengenharia (NEB) da FEUP e do Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar (ICBAS), o simpósio contará com a participação de oradores nacionais e internacionais de referência na área da Bioengenharia. Sob o slogan “Solving Tomorrow, Today”, caberá àqueles protagonizar cinco painéis sobre temas tão diversos como a “Medicina Portátil: o futuro da Biomédica”, “O caminho para um futuro mais Verde”, “Envelhecimento: um desafio para a Biotecnologia”, “A Engenharia no seu estado natural” e “Uma viagem pelo Bioempreendedorismo”.

De destacar também a realização de um painel exclusivamente composto por um grupo de alumni do Mestrado Integrado em Bioengenharia (MIB) e do Mestrado em Engenharia Biomédica (MEB), que “regressam a casa” para partilhar os seus percursos e experiências profissionais.

Haverá ainda espaço para um momento de “speed dating”, para que os participantes possam interagir com os oradores da iniciativa em ambiente informal e de descontração, e um ‘jantar social’ onde é possível interagir com os oradores e participantes no evento.

A inscrição tem um custo de 21 euros para estudantes e de 28 euros para o público em geral.

Mais informações aqui.

Sobre o NEB – FEUP/ICBAS

O Núcleo de Estudantes de Bioengenharia – FEUP/ICBAS foi fundado a 6 de novembro de 2013. Totalmente gerido por estudantes que frequentam o Mestrado Integrado em Bioengenharia, ministrado em conjunto pela FEUP e pelo ICBAS, e o Mestrado em Engenharia Biomédica da FEUP, este núcleo tem como missão a organização de eventos e atividades para os estudantes de Bioengenharia, assim como o estabelecimento de uma rede de contactos entre outros grupos de estudantes, empresas, institutos de investigação, universidades e outras organizações científicas. A promoção dos três ramos nos quais se subdivide o curso – Engenharia Biomédica, Engenharia Biológica e Biotecnologia Molecular – é também um dos objetivos fundamentais do NEB-FEUP/ICBAS.