O Prémio Primus Inter Pares é uma iniciativa conjunta do Banco Santander e do Jornal Expresso que pretende contribuir para o desenvolvimento de uma cultura de rigor, de profissionalismo e de excelência na gestão de empresas, através da concessão de oportunidades privilegiadas para formação académica complementar.

Dirigido aos finalistas de Mestrado nas áreas de Gestão, Economia ou Engenharia, o concurso atribui aos três vencedores um MBA numa prestigiada Business School nacional ou internacional. Entre as escolas associadas constam o IESE, em Barcelona, a IE Business School, em Madrid, o Lisbon MBA, o ISCTE, o ISEG, a Porto Business School e a Católica Porto Business School. Aos 4ºs classificados é oferecido um curso de pós-graduação numa universidade portuguesa.

As candidaturas decorrem até ao dia 12 de fevereiro de 2023 e devem ser efetuadas através do site www.premioprimusinterpares.pt ou, em alternativa, enviadas por correio à Egor, conforme indicado no site do Prémio.

O júri do concurso é constituído pelo presidente do Conselho de Administração do Grupo Impresa, Francisco Pinto Balsemão, Pedro Castro e Almeida, presidente executivo do Banco Santander Portugal, Estela Barbot, international senior advisor da consultora Roland Berger, Raquel Seabra, administradora da empresa Sogrape (e ex-finalista do concurso), e Miguel Poiares Maduro, professor universitário no Instituto Universitário Europeu em Florença e ex-ministro Adjunto e do Desenvolvimento Regional.

João Maria Duarte, diplomado pela FEP, foi um dos finalistas da última edição do prémio.