Faculdade de Engenharia promove encontro literário Ibérico

Pedro Eiras (à dir.) e Francisco Fernández Naval (fotos: D.R.)

De modo a assinalar o Dia das Letras Galegas, o Clube de Leitura da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto (FEUP) vai organizar, no próximo dia 15 de maio, a partir das 13h00, um encontro entre o escritor galego Francisco X. Fernández Naval e o autor português Pedro Eiras.

‘Palavra Comum’ é o nome da iniciativa que vai decorrer na Biblioteca da FEUP e que contará com a participação ativa de ambos os escritores, numa abordagem a alguns temas comuns à literatura galega e portuguesa, e também à própria atividade literária de ambos. Como ponto de partida para a conversa vão estar questões como o efeito da escrita sobre o leitor; o processo de criação de uma história ou de construção de uma personagem; o valor da literatura para a sociedade nos dias de hoje ou ainda o caminho para onde convergem a língua galega e a portuguesa.

Resultado de uma parceria entre o Clube de Leitura FEUP e o Nébeda Club de Lectura da Universidade da Coruña, a sessão conta com a moderação de Joaquim Góis, Professor do Departamento de Engenharia de Minas da FEUP e é de entrada livre e gratuita.

Mais informações através do e-mail agora@fe.up.pt.

Sobre os autores

Francisco X. Fernández Naval nasceu em Ourense em 1956. É licenciado em Filosofía e Ciências da Educação e escritor de novelas, poesia, literatura infantil e juvenil, ensaios, peças de teatro, guias de viagens, guiões para séries de televisão e artigos de revista.

Foi agraciado com inúmeros prémios pela sua obra e participa, com frequência, em congressos e festivais literários internacionais.

Pedro Eiras nasceu no Porto em 1975 e é professor de Literatura Portuguesa na Faculdade de Letras da Universidade do Porto, e investigador do Instituto de Literatura Comparada Margarida Losa. Desde 2001, publicou várias obras de ficção de ficção (Bach, A Cura, ou Cartas Reencontradas de Fernando Pessoa), teatro (Um Forte Cheiro a Maçã, Uma Carta a Cassandra, Um Punhado de Terra, Bela Dona), ensaio (Esquecer Fausto, Tentações, Os Ícones de Andrei, Constelações), entre outras.

Alguns dos seus livros foram publicados no Brasil e em França, e várias das suas peças de teatro encenadas ou lidas em dez países.