Estudo sobre obesidade vale prémio a docentes da FMUP e FCNAUP

Projeto premiado analisa o papel das melanocortinas no combate à obesidade (Foto:GoogleImages)

O projeto denomina-se Browning of human white adipocytes: melanocortins as essential players e foi distinguido com o prémio TANITA Healthy Weight Community Grant-in-aid Program 2012, no valor de 10 mil euros. Os seus autores são Alexandra Gouveia, professora da Faculdade de Medicina (FMUP) e da Faculdade de Ciências da Nutrição e Alimentação (FCNAUP) da U.Porto, Henrique Almeida, professor da FMUP, e Adriana Rodrigues, estudante de doutoramento da FMUP.

O trabalho galardoado tem como principal objetivo “compreender a capacidade de um grupo de hormonas peptídicas designadas melanocortinas em induzir alterações no adipócito branco humano promovendo a sua modificação em adipócito castanho”, referem os investigadores. Recentemente, “surgiram evidências que implicam as melanocortinas na indução da expressão de genes característicos do adipócito castanho, dados que serviram de suporte à conceção deste projeto”, acrescentam.

De acordo com os investigadores, “ao contrário do tecido adiposo branco, o tecido adiposo castanho não armazena gordura mas utiliza os lípidos para produzir energia na forma de calor, através de um processo chamado termogénese”. Na espécie humana “o tecido adiposo castanho é encontrado sobretudo em bebés e crianças e, em menor quantidade, na fase adulta”. Assim, uma medida de controlo de algumas situações de obesidade pode passar por aumentar “a quantidade de tecido adiposo castanho no adulto de modo a dissipar a gordura na forma de calor”, concluem.

A TANITA Healthy Weight Community Trust tem como objetivo promover estudos científicos e atividades educacionais com o fim de diminuir a prevalência da obesidade. Para este prémio concorreram 61 projetos de todo o Mundo dos quais foram selecionados apenas seis. Esta é a segunda vez que a equipa de investigação é galardoada com este prémio.

O projeto teve início em novembro e irá ser desenvolvido num período de 10 meses no Departamento de Biologia Experimental da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto (FMUP).