É um guia especialmente pensado para professores, mas que “pode ser lido por todas as pessoas” que lidam e trabalham com jovens LGBTI+. A garantia é deixada por Daniela Leal, estudante do Programa Doutoral em Psicologia da Faculdade de Psicologia e de Ciência das Educação da Universidade do Porto (FPCEUP) e coautora do “Come to the Rainbow School – Guia Para [email protected] [email protected], um e-book lançado recentemente pela Associação It Gets Better com o objetivo de promover a integração de jovens LGBTI+ nas escolas portuguesas.

“Este e-book surge com o intuito de criar um instrumento gratuito, interativo, com linguagem acessível a todas as pessoas, independentemente da sua formação de base, que permita trabalhar o contexto escolar de forma que seja mais seguro e inclusivo para os/as jovens LGBTI+”, apresenta Daniela Leal.

Num contexto em que a escola “ainda é um ambiente de insegurança e desconforto para muitos/as jovens LGBTI”, este documento surge então com o propósito de ajudar professoras/es a abordar estas temáticas, de forma a fomentar a discussão e, principalmente, “uma mudança de mentalidades e comportamentos”.

“Nós sabemos que é preciso formação nas escolas e que, muitas vezes, esta formação não chega aos professores. Por isso, são, muitas vezes,  os próprios alunos que pedem às associações que vão as escolas”, nota a estudante da FPCEUP.

A pensar nisso, e de modo a chegar a um público mais alargado, o “Come to the Rainbow School – Guia Para [email protected] [email protected]” aposta num “design apelativo”, numa “linguagem clara” e na incorporação de vídeos com testemunhos de jovens. O resultado é uma “ferramenta fácil de manusear e com uma linguagem que convida toda a gente a ler”.

“É difícil chegar às escolas”

Lançado em novembro passado, o guia – cuja produção foi financiada pela Comissão para a Cidadania e Igualdade de Género (CIG) – tem vindo a fazer o seu caminho entre a comunidade escolar. “Até agora recebemos vários contactos de jovens e professores/as. Contudo, é difícil, por vezes, chegar totalmente às escolas. Há bastante inviabilidade ainda – a crença de que naquele meio escolar não existem pessoas LGBTI+. E este é exatamente um dos is da discriminação que queremos combater”, alerta Daniela Leal.

Por isso mesmo, o e-book é apenas uma das ferramentas que a It Gets Better Portugal tem vindo a lançar no sentido de trabalhar a emancipação de jovens LGBTI+. “Temos um em curso neste momento mas, como todas as associações, dependemos de financiamento e trabalho voluntário. Isto é muito importante ser notado para que se Valorize, cada vez, mais o trabalho associativo em Portugal”, remata a estudante.

O e-book pode ser descarregado aqui.