Eduardo Souto de Moura distinguido com o prémio Wolf

O júri da Fundação Wolf destaca o contributo de Souto de Moura para "o ofício e as ideias da arquitetura

Eduardo Souto de Moura, um dos baluartes da “Escola do Porto” e professor da Faculdade de Arquitetura da Universidade do Porto (FAUP), é o vencedor da edição 2012 do prestigiado Prémio Wolf, na área da Arquitetura, atribuída pela fundação israelita com o mesmo nome.

Depois de ter recebido o Prémio Pritzker em 2011, Souto de Moura vê o seu percurso ser novamente alvo de reconhecimento internacional, tendo o júri justificado a atribuição do prémio com os contributos do arquiteto “para o ofício e as ideias da arquitetura”.

Natural do Porto (25 de Julho de 1952), Eduardo Souto de Moura diplomou-se em Arquitetura pela ESBAP – Escola Superior de Belas Artes do Porto (antecessora das atuais faculdades de Arquitetura e de Belas Artes da U.Porto) em 1980. Ao longo de mais de 30 anos de carreira, assinou projetos como os do mercado municipal de Braga (1980-84), a ponte Dell Accademia, em Veneza, Itália (1985), o Centro Português de Fotografia – Edifício da Cadeia da Relação do Porto (1997-2001), a Casa do Cinema Manoel de Oliveira (1998-2003), parte da rede de metro do Porto (1997) ou o Estádio Municipal de Braga (2000-2003). Paralelamente, desenvolve uma vasta actividade académica em Portugal e no estrangeiro, tendo-se destacando como Professor Catedrático Convidado da FAUP. Em 2011, foi distinguido com o Prémio Pritzker de Arquitetura, o mais importante galardão do mundo na área

Para além do Prémio Wolf para as Artes (atribuído rotativamente entre a arquitetura, música, pintura e escultura), a Fundação premiou mais sete cientistas (alemães, austríacos e norte-americanos) que irão dividir o prémio (no montante de cem mil dólares) em cada uma das quatro outras categorias: Física, Matemática, Química e Agricultura. O prémio será entregue em Maio pelo Presidente israelita, Shimon Peres.

De recordar que este galardão já tinha sido atribuído, em 2001, a outro arquiteto português, também ele um nome histórico da “Escola do Porto”: Álvaro Siza Vieira.

Os Prémios Wolf são um prémio internacional atribuído em Israel a cientistas ou artistas por “contributos excecionais para a Humanidade e para as relações amigáveis entre os povos, independentemente da raça, cor, religião, sexo ou ideologia política”.