Crianças seguras com jogo criado no UPTEC

No Safecity, as crianças jogam no ambiente real onde vivem

E se, para além do entretenimento, um jogo de computador pudesse educar e, em último caso, ajudar a salvar vidas? Essa é a lógica por detrás do SafeCity3D, um jogo digital educativo que acaba de valer à 3Decide , empresa incubada no Parque de Ciência e Tecnologia da Universidade do Porto (UPTEC), uma menção honrosa no Prémio Nacional das Indústrias Criativas 2012.

O SafeCity3D tem como objetivo ensinar boas práticas de Segurança, Prevenção e Tolerância a crianças dos 6 aos 12 anos, através da combinação de métodos pedagógicos e componentes de entretenimento.

Para além das temáticas pedagógicas inovadoras, este jogo distingue-se dos demais pela possibilidade de as crianças jogarem e aprenderem nos ambientes reais onde vivem. “Com este jogo uma criança pode por exemplo aprender a atravessar corretamente as ruas por onde passa na vida real, o que faz toda a diferença em termos de envolvência e eficácia pedagógica”, refere Pedro Tavares Gonçalves, Gestor de Projeto do SafeCity3D.

O projeto nasceu na 3Decide, uma jovem empresa, incubada no Polo das Indústrias Criativas do UPTEC, que trabalha em Tours 3D, Realidade Aumentada 3D e 3D Interativo Real-Time. Carlos Rebelo, CEO da 3Decide, afirma que “sendo o 3D com especialização nos ambientes urbanos a especificidade da empresa, esta foi a forma que encontrámos de fazer a diferença face a um quadro Europeu preocupante, no qual 115 crianças perdem a vida todos os dias devido a acidentes”.

O jogo está neste momento a ser desenvolvido por uma equipa multidisciplinar com competências na área do Marketing, Pedagogia e Tecnologias de Informação. A internacionalização é o principal desígnio e um objetivo que está alinhado com estratégia da 3Decide, que já se encontra a trabalhar ativamente nos mercados do Reino Unido e Estados Unidos.

O projeto SafeCity3D tem o apoio do Serious Games Institute e de Sara Freitas, diretora do mesmo e considerada a Mulher Mais Influente na Tecnologia em 2009 e 2010 pelo US Fast Company.