Conselho Geral da U.Porto vai a eleições

O Conselho Geral é o orgão da U.Porto ao qual compete eleger o Reitor da Universidade e aprovar as linhas gerais de orientação da instituição.

Está em curso a partir desta segunda-feira, 18 de março, o processo eleitoral para a escolha dos representantes dos professores e investigadores e do representante do pessoal não docente e não investigador no Conselho Geral da Universidade do Porto.

As eleições vão realizar-se a 6 de junho de 2013. Os cadernos eleitorais podem ser consultados na página preparada para o efeito no sítio da U.Porto, devendo eventuais reclamações ser apresentadas até ao dia 28 de março. As listas candidatas devem ser apresentadas até 7 de maio.

Na página referida acima, estão disponíveis para consulta – na opção Documentos e após autenticação – todos os documentos mais pertinentes para o  processo eleitoral (regulamento do Conselho Geral, regulamento eleitoral, calendário eleitoral, etc). Ali será também colocada toda a informação relevante para conhecimento do processo eleitoral, bem como as datas mais significativas e os resultados que forem sendo obtidos.

Apela-se ao forte envolvimento neste processo eleitoral de todos os membros da Universidade, a fim de que o ato eleitoral seja amplamente participado.

Para mais informações, contactar a Comissão Eleitoral dos professores e investigadores da U. Porto (comissaoeleitoral.docentes@conselhogeral.up.pt) e/ou a Comissão Eleitoral do pessoal não docente e não investigador da Universidade do Porto (comissaoeleitoral.naodocentes@conselhogeral.up.pt).

Sobre o Conselho Geral da U.Porto

O Conselho Geral é um órgão de governo da U.Porto constituído por 23 membros: representantes dos docentes e investigadores (12), dos estudantes (4) e pessoal não docente (1) da Universidade, e seis personalidades externas à U.Porto. Entre as suas competências estão, por exemplo, a eleição do reitor da Universidade, bem como a aprovação –  sob proposta do Reitor – das linhas gerais de orientação da instituição no plano científico, pedagógico, financeiro e patrimonial.