A Faculdade de Medicina da Universidade do Porto (FMUP) será palco do lançamento da obra “Noninvasive Management of Ventilatory Pump Failure”. A cerimónia de apresentação oficial deste Compendium irá decorrer no dia 1 de julho, pelas 15h00, no Centro de Investigação Médica da FMUP (CIM-FMUP).

Da autoria de Miguel Gonçalves, professor da FMUP e investigador UnIC/RISE, e de John Bach, professor catedrático da Rutgers University – New Jersey Medical School (EUA), este livro reúne estratégias ventilatórias não invasivas para pacientes respiratórios graves, tendo como destinatários os médicos e profissionais de saúde, mas também os doentes tratados com estas técnicas, entre os quais se contam milhares de pessoas com doenças neuromusculares, DPOC, lesões vértebro-medulares, obesidade mórbida, patologia da caixa torácica ou outras doenças neurológicas e pulmonares.

De acordo com os autores, este Compendium é o resultado de “uma jornada histórica de grande experiência clínica e um resumo da evidência científica produzida”, constituindo-se como “um verdadeiro legado para colegas e pacientes”. O objetivo, dizem,  é “promover uma nova forma de respirar para sobreviver sem tubos”.

Ao longo de cerca de 700 páginas e 38 capítulos, Miguel Gonçalves e John Bach descrevem as indicações, benefícios e resultados dos protocolos de ventilação mecânica não invasiva e a experiência de  ambos, ao longo de várias décadas.

“Estas estratégias ventilatórias não invasivas têm permitido um aumento significativo da sobrevida desta população de doentes respiratórios graves, quer adultos, quer crianças, sem necessidade de se recorrer a uma traqueostomia, promovendo uma melhoria da qualidade de vida e inserção na vida ativa”, explica Miguel Gonçalves.

Introduzido na década de 50 do século XX para dar resposta aos problemas respiratórios de doentes com poliomielite, o suporte ventilatório desenvolveu-se mercê da evolução científica e tecnológica, permitindo que os doentes  crónicos graves sejam tratados em casa, com uma melhor integração familiar e social e uma redução das despesas hospitalares.

Nos últimos anos, Miguel Gonçalves e John Bach, tido como o “pai dos protocolos de suporte ventilatório não invasivo” a nível mundial, estiveram em mais de 60 países para ensinar e difundir estas estratégias.

O livro, editado pela Book Vine Press, já está disponível para compra através do site da Amazon.

Além dos dois autores, a cerimónia de lançamento de “Noninvasive Management of Ventilatory Pump Failure” com a participação de Adelino Leite-Moreira, professor catedrático da FMUP, e de Rui Machado, doente neuromuscular ventilado, que irá dar o seu próprio testemunho.