Coleção de cianobactérias do CIIMAR é fonte de novas aplicações biotecnológicas

CIIMAR

Colecção de LEGE CC do CIIMAR (Foto: João Morais).

A coleção de culturas de cianobactérias (também conhecidas como “microalgas azuis”) que o CIIMAR – Centro Interdisciplinar de Investigação Marinha e Ambiental da Universidade do Porto mantém nas suas instalações já deu origem a uma série de novos compostos com aplicações que vão desde a indústria farmacêutica até à indústria naval.

Conhecida pelo seu acrónimo LEGE CC, coleção de culturas de cianobactérias do CIIMAR é constituída por mais de 386 estirpes de cianobactérias de meios marinhos, estuarinos e dulciaquícolas, maioritariamente de ecossistemas portugueses (84%), que estão disponíveis para pesquisa e encomenda através do website da coleção.

A partir desta coleção já foram isolados vários novos compostos, sendo de destacar as portoamidas com funções alelopáticas (inibidor de crescimento de microalgas), a hierridina-C, com atividade antimalárica e que deu origem a uma patente, e as bartolosidas, glicolípidos aromáticos clorados. Compostos com atividade antivegetativa para aplicação em tintas para navios ou antibiofilme para aplicações em cateteres e próteses estão também a ser investigados, revelando o enorme potencial desta coleção.

De facto, a biodiversidade da coleção LEGE CC e as suas aplicações como fonte de novos produtos naturais com potencial biotecnológico foram ainda recentemente comprovadas no artigo “Cyanobacterial diversity held in mBRCs as a promising biotechnological asset: the case study of the newly established LEGE Culture Collection” publicado por investigadores do CIIMAR na edição de junho do Journal of Applied Phycology.

A coleção LEGE CC tem vindo a integrar vários projetos, sendo de destacar a nível europeu o NOMORFILM (Novas biomoléculas marinhas antibiofilme com aplicação para dispositivos médicos), EBB (Banco Central Europeu de Recursos Biológicos Marinhos), o EMBRC (Centro Europeu de Recursos Biológicos Marinhos), o CVMAR+I (Inovação industrial através de colaborações específicas entre empresas e centros de investigação no contexto de valorização biotecnológica marinha), o EnhanceMicroAlgae (Oportunidades industriais de alto valor acrescentado para microalgas no Espaço Atlântico), o Bluehuman (Biotecnologia azul como caminho para a inovação na saúde humana), Cyanobesity (Cianobactérias como fonte de compostos bioativos com efeitos na obesidade). A nível nacional, esta coleção está envolvida em vários outros projetos de referência, como o INNOVMAR (Novelmar – Novel marine products with biotechnological applications), financiado pelo Norte 2020, VALORMAR (Valorização integral dos recursos marinhos: potencial, inovação tecnológica e novas aplicações) e o ALGAVALOR (produção integrada de microalgas e valorização das suas diversas aplicações).

A LEGE CC está registada na World Federation of Culture Collections (WFCC-WDCM#1089) e é mantida pela equipa de Biotecnologia Azul e Ecotoxicologia do CIIMAR, coordenada por Vitor Vasconcelos, professor Catedrático da Faculdade de Ciências da Universidade do Porto (FCUP) e Diretor do CIIMAR, sendo o seu curador Vitor Ramos, investigador de pós-doutoramento do CIIMAR.