Mais moderna, mais atrativa, mais internacional e mais acessível a todos os públicos. Estes são alguns dos epítetos que cabem na U.Porto Press, a nova “versão” da editora da Universidade do Porto, que acaba de ser revelada ao público.

Resultado de um processo de rebranding concluído em março, mas cuja apresentação foi sendo adiada devido à pandemia da Covid-19, a ex-U.Porto Edições “renasce” agora para fazer face à “necessidade de reagirmos às grandes mudanças a que assistimos, nos últimos anos, no campo das publicações académicas, não apenas no que respeita aos processos de edição dos livros, mas também da sua distribuição”, como explica Fátima Vieira, Vice-Reitora da U.Porto com o pelouro da Cultura.

Essa preocupação está plasmada num website totalmente remodelado, onde passa agora a ser possível adquirir diretamente os mais de 150 livros distribuídos pela U.Porto Press, resultantes do conhecimento produzido nas 14 faculdades e 49 centros de investigação da Universidade do. A loja online complementa assim os 60 pontos de venda direta da editora, entre os quais se incluem Loja da U.Porto, Fnac, Wook ou as Livrarias Almedina.

Na nova “casa” da U.Porto Press é também possível encontrar um catálogo renovado de títulos, conhecer os autores da U.Porto, bem como aceder, de forma totalmente livre e gratuita, a um repositório de jornais, revistas e outras edições da Universidade. “O antigo site tinha 12 anos – o seu ciclo de vida já tinha terminado. Graças ao novo site, temos uma forma mais próxima de comunicar os nossos livros e de os vender diretamente”, resume Fátima Vieira.

A nova marca apresenta-se ao público depois um trabalho de rebranding realizado em colaboração com a Universidade do Porto Digital.

“Uma montra do conhecimento produzido na U.Porto”

O novo website é, contudo, apenas o “rosto” de uma mudança ambiciosa que, segundo a Vice-Reitora para a Cultura, pretende “fazer da U.Porto Press uma montra do conhecimento que é produzido, em diferentes frentes, na Universidade do Porto”.

Foi nesse sentido que “começámos a proceder, nos últimos meses, à classificação de todos os nossos livros por assunto, compatibilizando-os, assim, com as categorizações das bibliotecas. Este é um trabalho de preparação importante para que os nossos livros sejam reconhecidos e incluídos nos índices de referência internacional”, explica Fátima Vieira.

Em paralelo, “estamos a apostar em parcerias com as faculdades e centros de investigação da Universidade do Porto, propondo-nos a colocação da Chancela da U.Porto em projetos que tenham passado por um sistema de revisão por pares”.

Para chegar a um público mais vasto, a U.Porto Press conta ainda com um “serviço de comunicação reforçado”, cujo trabalho será complementado com a organização de “sessões de lançamento dos livros em diferentes locais” e a “presença em cada vez mais feiras do livro”.

Nova estratégia, a identidade de sempre

Com a renovação agora anunciada, a editora da U.Porto conhece assim a terceira grande remodelação após a sua fundação, em 2005. Mas quinze anos depois, a missão continua a focar-se na produção e divulgação de obras de cariz científico, cultural e artístico, de âmbito universitário, junto não só da comunidade académica, mas também da sociedade em geral.

“Trata-se de um rebranding da estratégia, mas que não pôs em causa a identidade”, adverte Fátima Vieira. “Não esquecemos a história da editora, nem os cerca de 150 títulos que publicou, desde a sua fundação. Mas percebemos que este passo de modernização era vital. Todas as grandes universidades têm uma editora de prestígio”, completa.

É nesse sentido que a responsável prefere encarar o processo agora finalizado como “uma oportunidade para clarificarmos a nossa missão, reforçarmos parcerias, reorganizarmos as coleções, comunicarmos de uma forma mais direta com os nossos autores e leitores e reposicionarmos a nossa editora em relação às outras editoras académicas nacionais e internacionais”. E, se tudo correr bem, “queremos muito que a U.Porto Press se torne uma editora em que os bons autores queiram publicar”.

Apostar na língua portuguesa, com os olhos lá fora…

Para que isso aconteça, a U.Porto Press aposta igualmente na afirmação internacional da produção editorial da Universidade. Uma reorientação que, nas palavras de Fátima Vieira, começa pelo próprio nome da editora… “Havia um problema com o nome anterior, pois ‘edições’ é uma palavra difícil de escrever e pronunciar em outras línguas. Pareceu-nos fazer sentido a aposta num nome reconhecível em qualquer língua”.

E as ambições internacionais da editora não se ficam pelo nome. “Embora a nossa grande aposta seja na afirmação das nossas publicações em português, vamos começar a publicar também mais em inglês, oferecendo-nos, desta forma, como uma plataforma para publicação de textos científicos que, na sua maioria, são escritos nesta língua”, aponta a Vice-Reitora.

Ainda assim, continua então a ser o português a “falar mais alto” nas nove coleções editoriais que vão passar a compor o catálogo da U.Porto Press.  Três delas (“Letras Portuguesas”, “Português Língua Não Materna”, e “Uma Língua com Vista para o Mar: Estudos de Língua Portuguesa”) são mesmo inteiramente dedicadas à promoção da língua, literatura e cultura portuguesas. Em paralelo, e como vinca Fátima Vieira, “continuamos a assumir como nossa principal missão a difusão da terminologia científica em língua portuguesa, o que será cumprido através de duas coleções já existentes (“Ensino” e “Estudos”)”.

As restantes coleções incluem ainda “uma vocacionada para projetos em parceria com as faculdades e centros de investigação (“Coleção Transversal”)” e mais duas “direcionadas à promoção de projetos artísticos e multidisciplinares” (“Coleção Arte e Pensamento” e “Coleção Marginal”, esta última em pequeno formato)”. Por fim, há ainda a “Coleção Fora de Série”, destinada ao “acolhimento de propostas de comunicação de ciência através de meios menos convencionais (poesia, teatro, ficção científica, entre outros géneros literários)”.

Portes gratuitos até final de maio

Por enquanto, e como forma de assinalar a “abertura”, já é possível adquirir os títulos da U.Porto Press na nova loja online da editora. E com direito a “brinde”: os portes são gratuitos até ao final do mês de maio.

Mais informações através do(s) telefone(s) 220408094/ 196  2 e/ou do e-mail editup@reit.up.pt. Pode também seguir a atividade da U.Porto Press nas redes sociais (Facebook, Instagram e Youtube).