A candidatura ao Ensino Superior Público é realizada exclusivamente através do sistema online disponibilizado pela Direção-Geral do Ensino Superior. (Foto: Egidio Santos)

Arranca esta quanta-feira, 17 de julho, a 1.ª fase do Concurso Nacional de Acesso ao Ensino Superior Público (CNAES) 2019/2020. A Universidade do Porto, consecutivamente a mais procurada entre os candidatos ao Ensino Superior, disponibiliza este ano 4.031 vagas para 52 licenciaturas e mestrados integrados, cobrindo praticamente todas as áreas do conhecimento.

Em relação ao ano anterior, a U.Porto oferece mais 55 vagas, fruto do novo indicador de excelência introduzido pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (MCTES) nos critérios de fixação de vagas.

Dado o número de cursos da U.Porto em que candidatos em primeira opção com mais de 17 valores de média eram obrigados a ficar de fora, a Universidade foi uma das poucas instituições de ensino superior à qual foi permitido aumentar a sua oferta em cursos específicos.

Engenharia Informática e Computação (mais 18 vagas), Gestão (17), Engenharia e Gestão Industrial (10), Bioengenharia (8), Design de Comunicação (7) e Línguas e Relações Internacionais (6) foram os cursos que aumentaram a sua oferta de vagas para o próximo ano letivo.

Um novo curso e propinas mais baixas

O ano letivo 2019/2020 marca também a estreia de um novo curso na Universidade do Porto: Engenharia Geoespacial, sedeado na Faculdade de Ciências.

Aliando uma sólida formação nas ciências fundamentais e na informática com áreas tecnológicas específicas tais como a deteção remota, o posicionamento por satélite e os sistemas de informação geográfica (SIG), a nova licenciatura – que vem substituir o antigo curso de Ciências de Engenharia – apresenta-se este ano com 25 vagas disponíveis.

Numa análise por faculdade, a Faculdade de Engenharia volta a ser a que contribui com mais vagas (892 lugares para 10 cursos) para as contas finais da Universidade. Seguem-se as faculdades de Ciências (664 vagas para 12 cursos), de Letras (624 vagas para  13 cursos), de Economia (340 vagas para dois cursos), de Direito (189 vagas para dois cursos), de Farmácia (175 vagas), de Psicologia e Ciências da Educação (154 vagas para dois cursos), de Belas Artes (138 vagas para dois cursos), de Desporto (123), de Arquitetura (117 vagas), de Medicina Dentária (70 vagas) e de Ciências da Nutrição e Alimentação (65 vagas).  Na área da Medicina, a U.Porto disponibiliza 400 vagas, repartidas pela Faculdade de Medicina (245 vagas) e pelo Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar (242 vagas para três cursos).

Mas se o novo ano promete trazer mais estudantes à U.Porto, há uma descida a assinalar: a das propinas. Em 2019/2020, e por deliberação da Assembleia da República, frequentar uma das licenciaturas e mestrados integrados (1.º Ciclo) da Universidade ficará por 871,52 euros anuais, Uma redução significativa face aos 999 euros anuais aplicados nos últimos sete anos, nos quais a U.Porto foi já uma das universidades portuguesas com mais baixo custo de propinas.

A universidade preferida em Portugal

Recorde-se que, no último Concurso Nacional de Acesso ao Ensino Superior, a U.Porto registou a mais alta taxa de procura entre as universidades portuguesas. Com 6.834 candidatos a colocá-la como a sua primeira opção para um total de apenas 3.976 vagas disponibilizadas, a U.Porto alcançou uma taxa de procura de 172%, superior à do ISCTE – Instituto Universitário de Lisboa (152%) e da Universidade Nova de Lisboa (149%).

Por outro lado, a U.Porto dominou por completo a lista dos cursos com as médias mais altas de entrada em Portugal, colocando 10 das suas licenciaturas e mestrados integrados no “top 25” dos cursos que registaram a maior nota de entrada em todo o país.

A Universidade do Porto foi também a universidade portuguesa com a classificação média ponderada do último colocado mais elevada, apresentando uma média de 15,9 valores como nota de entrada na totalidade dos seus 52 cursos.

Como realizar a candidatura ao Ensino Superior

A candidatura ao Ensino Superior Público é, como nos últimos anos, realizada exclusivamente através do sistema online disponibilizado no sítio da Direção-Geral do Ensino Superior (DGES).

Para retirar dúvidas e apoiar os jovens neste processo, a U.Porto dispõe de um Gabinete de Acesso ao Ensino Superior, aberto aos candidatos a todas as universidades e politécnicos do país, que se encontra em funcionamento no edifício da Reitoria (Praça Gomes Teixeira, 4099-022 Porto) até ao último dia da primeira fase de candidaturas, retomando a sua atividade nas restantes fases do Concurso Nacional de Acesso ao Ensino Superior.

A 1.ª fase de candidaturas ao CNAES decorre até 6 de agosto; a 2.ª fase prolonga-se de 9 a 20 de setembro, ao passo que a 3.ª e última fase tem lugar entre os dias 3 e 7 de outubro.

Para mais informações sobre a oferta formativa da U.Porto e sobre o processo de candidatura, pode consultar o site da Universidade do Porto.