“Academia do Bem Envelhecer” vai apoiar idosos e prestadores de cuidados

A Academia do Bem Envelhecer é uma ferramenta online para educação da saúde de idosos e prestadores de cuidados.

No dia 7 de julho será lançada na Universidade do Porto a “Academia do Bem Envelhecer, uma nova plataforma online que pretende ser uma fonte de informação fiável e de aconselhamento para idosos e prestadores de cuidados sobre prevenção em saúde para a população sénior, tendo em vista um envelhecimento ativo e saudável.

Desenvolvido pelo Porto4Ageing, o Centro de Excelência em Envelhecimento Ativo e Saudável coordenado e promovido pela Universidade do Porto e a Câmara Municipal do Porto, este projeto visa preencher a lacuna em Portugal de falta de ferramentas fiáveis sobre saúde na terceira idade, fornecendo informação em questões como vacinação, hábitos de vida saudáveis e uso adequado dos antibióticos.

A “Academia do Bem Envelhecer” é um projeto financiado pelo 2016 Pilot Twinning Support Scheme of the European Innovation Partnership on Active and Healthy Ageing da Comissão Europeia, uma iniciativa que previu geminar em Portugal uma plataforma existente em França, no Sítio de Referência Europeu em Envelhecimento Ativo e Saudável Gérontopôle Autonomie Longévité des Pays de la Loire, de Nantes.

Foi aqui que nasceu a plataforma ALOHA, na qual se modela a “Academia do Bem Envelhecer” portuguesa, e que resultou de um consórcio europeu de diferentes instituições públicas e privadas. A ALOHA, cuja sigla em inglês significa “Atuar para alcançar uma longevidade e envelhecimento saudável”, é gerida por peritos científicos que têm o controle completo do seu conteúdo.

Recorde-se que o Porto4Ageing foi também responsável pela classificação da Área Metropolitana do Porto como um dos 74 Sítios de Referência em Envelhecimento Ativo e Saudável de toda a Europa. O consórcio Porto4Ageing tem precisamente como objetivo ser um centro agregador e um espaço de discussão de questões relacionadas com o envelhecimento ativo e saudável na região metropolitana do Porto, agrupando os diversos atores regionais que trabalham e que têm interesse nesta área, contando já com mais de 90 instituições parceiras de quatro distintos perfis: universidades e centros de investigação, decisores políticos, utilizadores e indústria.

A “Academia do Bem Envelhecer” será oficialmente lançada num evento que reunirá no Auditório da Faculdade de Farmácia da Universidade do Porto especialistas europeus e responsáveis de outros Sítios de Referência em Envelhecimento Ativo e Saudável.