Equipa FEUP/INESC TEC brilha no Campeonato Mundial de Veleiros Robóticos

Nuno Cruz, Henrique Cabral, José Valente e João Teixeira representaram a U.Porto na competição.

Uma equipa de estudantes e investigadores da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto (FEUP) e da Unidade de Robótica e Sistemas Inteligentes (ROBIS) do INESC TEC conquistou dois títulos no Campeonato Mundial de Veleiros Robóticos, que decorreu entre 2 e 6 de setembro em Brest, em França.

A participação da equipa portuguesa fez-se com dois veleiros autónomos, que acabaram por sagrar-se vencedores na categoria de “Student’s sailboat”, recebendo por isso o “École Navale Endurance Special Award”. Além do já conhecido e premiado veleiro FASt, a equipa FEUP/INESC TEC acrescentou à sua frota um novo veleiro de dimensões reduzidas, numa competição que contou com a presença de oito equipas provenientes de vários países da Europa (Alemanha, Reino Unido, Finlândia, Espanha, França e Portugal).

Os veleiros da equipa nacional competiram com outras seis embarcações, tendo confirmado o bom desempenho já demonstrado em edições anteriores, apesar das condições meteorológicas adversas encontradas durante a semana em que decorreu a competição. Para a obtenção destes resultados foram determinantes capacidades como a endurance, a precisão de navegação e a capacidade de deteção de obstáculos. Recorde-se que o FASt havia já arrecadado o título de campeão mundial na edição anterior desta competição, que decorreu em Cardiff, em setembro de 2012.

O FASt foi desenvolvido no âmbito de um projeto extra-curricular de estudantes de Engenharia Eletrotécnica e Computadores da FEUP, iniciado em 2007. Mais recentemente o veleiro tem sido trabalhado no âmbito da atividade da Unidade de Robótica e Sistemas Inteligentes (ROBIS) do INESC TEC. O caráter multidisciplinar deste projeto tem contribuído de forma muito positiva para o envolvimento de estudantes do Mestrado Integrado em Engenharia Eletrotécnica e de Computadores da FEUP, que têm colaborado ativamente no desenvolvimento e aperfeiçoamento dos diversos sistemas que o veleiro contém. No seguimento desta atividade, foi recentemente desenvolvido o novo veleiro autónomo que participou nesta competição, resultado da adaptação de um pequeno veleiro comercial rádio-comandado.

Com capacidade para velejar de forma completamente autónoma e com um consumo reduzido de energia, os veleiros autónomos constituem plataformas não tripuladas capazes de cumprir missões programadas e de reagir a variadas condições ambientais, podendo transportar um leque variado de sensores e permitindo assegurar uma presença no oceano durante longos períodos de tempo. A atividade recente da equipa FEUP/INESC TEC tem contado com a colaboração da Marinha Portuguesa através do seu Centro de Investigação Naval (CINAV) e da Escola Naval, que têm também em curso projetos neste domínio.

  • Augusta Fernandes

    Força FEUP! Parabéns á equipa em especial ao Henrique Cabral!