Universidade e hospitais do Porto unidos pela excelência

Centro de Simulação Biomédica da FMUP

A melhoria do ensino prestado no ICBAS e na FMUP é um dos objetivos comuns aos dois consórcios. (Foto: U.Porto)

Reforçar e aprofundar as sinergias existentes entre as duas escolas de Medicina do Porto e os dois principais hospitais da cidade, promovendo assim a melhoria da investigação e do ensino médico, bem como a prestação de cuidados de saúde à população.  É este o propósito subjacente à criação do Centro Universitário de Medicina FMUP-CHSJ e do Centro Académico Clínico ICBAS-CHP, os dois consórcios que vão passar a ligar a Universidade do Porto – através da Faculdade de Medicina (FMUP) e do Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar (ICBAS) – aos Centros Hospitalares da cidade do Porto – o Centro Hospitalar de São João, E.P.E., e o Centro Hospitalar do Porto, E.P.E..

Concebidos enquanto estruturas integradas de assistência, ensino e investigação médica, os dois novos centros vão combinar as capacidades das duas escolas de medicina mais procuradas pelos estudantes portugueses com a experiência e qualidade reconhecidas dos dois centros hospitalares do Porto. Dessa união de forças espera-se que se desenvolvam dois polos de excelência e inovação, focados no avanço e na aplicação do conhecimento científico para a melhoria da saúde.

O Centro Académico Clínico ICBAS-CHP dá corpo à colaboração que o Centro Hospitalar do Porto e o ICBAS vêm mantendo há várias décadas nos domínios do ensino e investigação. Nesse sentido, o consórcio “potenciará as capacidades de cada uma das instituições” e “possibilitará a concretização de um avanço significativo na investigação translacional e no desenvolvimento científico e uma melhoria significativa do ensino médico”, lê-se na portaria que estabelece a criação do centro.

Já a criação do Centro Universitário de Medicina FMUP-CHSJ reforça igualmente uma parceria de mais de meio século, iniciada em 1959 com a inauguração do edifício partilhado desde então pela faculdade e pelo Hospital, no polo da Asprela. Esse será de resto o centro de uma estrutura que, “em complemento às competências específicas da FMUP e do CHSJ”, terá como missão “o desenvolvimento da dimensão universitária e da qualificação da prática clínica, a modernização da investigação, a inovação e reforço da educação médica na pré e pós-graduação, bem como a racionalização dos meios humanos e materiais”.

Em comum, os dois consórcios assumem como objetivos estimular a colaboração entre as instituições envolvidas em domínios como o desenvolvimento de projetos colaborativos de investigação, a modernização e qualificação da educação médica, o aprofundamento do investimento em áreas estratégicas, potenciando ao mesmo tempo uma maior “racionalização e maximização da utilização dos recursos humanos, financeiros e tecnológicos”. Em perspetiva está ainda o “desenvolvimento de ações colaborativas que contribuam para o desenvolvimento de cuidados integrados inovadores com base numa crescente articulação entre cuidados primários, hospitalares e continuados”.

No futuro, ambos os consórcios podem vir a integrar “outras instituições públicas que, pela sua relevância, permitam desenvolver competências diferenciadoras na dinamização da atividade assistencial, académica e de investigação”.

O ato de constituição do Centro Universitário de Medicina FMUP-CHSJ e do Centro Académico Clínico ICBAS-CHP realiza-se no dia 31 de agosto, segunda-feira, pelas 17h00, no Salão Nobre da Reitora da Universidade do Porto. A sessão contará com a participação dos ministros da Saúde, Paulo Macedo, e da Educação, Nuno Crato, dos presidentes dos Conselhos de Administração do CHSJ e do CHP, dos diretores do ICBAS e da FMUP, e do Reitor da U.Porto, Sebastião Feyo de Azevedo.