Universidade do Porto pensa o Futuro em congresso inédito

Reitoria, fachada (Dia da Universidade 2016)

Académicos de diferentes áreas e instituições vão debater o futuro das Universidades na U.Porto (Foto: Egídio Santos/U.Porto)

Pensar o futuro e o papel da Universidade no século XXI, tendo em conta os grandes desafios que se colocam à sociedade atual. É este o propósito do “U.Porto 2016 – Thinking the Future”, um congresso organizado pela equipa reitoral da Universidade do Porto e que vai ter lugar entre os dias 26 e 28 de outubro, em vários espaços da instituição.

Durante três dias, a Universidade do Porto vai receber académicos de diferentes áreas, aos quais caberá liderar um debate intenso e alargado sobre temas de grande interesse para toda a comunidade. Dividido por sete sessões plenárias e 10 conferências a cargo de oradores convidados, o Congresso terá como temas centrais a relevância da Universidade no Século XXI, a Educação e a Investigação num Mundo em Mudança, a  Terceira Missão das Universidades e a Governação (ver programa completo).

“Com esta iniciativa coloca-se em debate a necessária procura das melhores políticas e práticas académicas a serem adotadas no âmbito da missão pública, de grande responsabilidade, da Universidade, em tempos de mudanças aceleradas, num mundo cada vez mais global, com dinâmica de crescimento instável, com incertezas económicas e sociais preocupantes, mas, inequivocamente também com desafios e oportunidades imensas para a ciência, a tecnologia e o ensino superior”, perspetiva o Reitor da U.Porto, Sebastião Feyo de Azevedo.

O Congresso contará com a participação de 11 personalidades externas convidadas, oriundas de universidades internacionais e de instituições de ciência prestigiadas. A estes juntar-se-ão 23 professores das várias faculdades da U.Porto, bem como representantes dos estudantes e dos trabalhadores não-docentes. Sebastião Feyo de Azevedo conta ainda com “a participação de centenas de outros membros da comunidade académica” num debate do qual se espera que resulte “um  contributo importante para essa necessária «adaptação aos tempos» da Universidade do Porto, para esse objetivo de melhoria contínua da Universidade na prestação do seu serviço público em prol do desenvolvimento nacional, mas também e sempre em prol do desenvolvimento do conhecimento fundamental, da arte e da cultura, para bem do futuro da Humanidade”.

A sessão de encerramento do Congresso vai contar com a participação do Ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, que abordará os desafios e oportunidades para a ciência, a tecnologia e o ensino superior. O programa inclui ainda um programa social que terá como ponto alto o concerto da Orquestra Clássica da FEUP, agendado para o dia 26 de outubro, pelas 21h3o, no Auditório da Faculdade de Engenharia.

A participação no Congresso “U.Porto 2016 – Thinking the Future” é gratuita mas sujeira a inscrição prévia.

Mais informações em http://congresso2016.up.pt/.