Universidade do Porto facilita o acesso a estudantes brasileiros

Acordo U.Porto INEP - Enem

O acordo foi assinado pela Vice-Reitora da U.Porto, Maria de Fátima Marinho, e pelo presidente do Inep, Carlos Eduardo Moreno. (Foto: Inep)

A Universidade do Porto formalizou no passado dia 9 de março um acordo com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP), do Brasil, que vai permitir a utilização dos resultados do ENEM – Exame Nacional do Ensino Médio – o equivalente ao ensino secundário português – para fins de seleção de brasileiros candidatos aos cursos de licenciatura e mestrado integrado (1.º ciclo) da U.Porto.

Desde 2014 que os estudantes brasileiros podem utilizar o ENEM para candidatar-se a parte das faculdades da U.Porto através do Concurso Especial para Estudantes Internacionais (CEEI), previsto no Estatuto do Estudante Internacional (EEI). O acordo agora alcançado vai tornar esta prática comum em todas as faculdades que participam no concurso, já a partir do ano letivo 2016/2017, uma vez que vai permitir o acesso direto da U.Porto às informações de desempenho dos estudantes do Brasil nas provas do ENEM.

Para a U.Porto, trata-se de mais um passo importante na estratégia delineada no sentido de promover a captação de estudantes brasileiros, grupo que tem conhecido um forte crescimento no seio da comunidade académica nos últimos anos. Só entre os anos letivos de 2010/2011 a 2014/2015, a Universidade do Porto recebeu 5.390, dos quais 3.475 no âmbito de programas de mobilidade, 1.857 para realizar cursos de grau completo e 58 para formações livres.

Entre as medidas que facilitam o acesso dos estudantes brasileiros enquadra-se ainda a redução de até 50% na propina paga pelos estudantes provenientes da CPLP – Comunidade de Países de Língua Portuguesa (Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Guiné Equatorial, Moçambique, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste) que ingressam na U.Porto através do CEEI. Em 2015/2016, o valor da propina anual para estudantes com EEI que frequentam os cursos de 1º Ciclo (Licenciatura) e Mestrado Integrado da U.Porto em tempo integral varia entre os 1.998 euros e os 4.500 euros (Tempo Integral).

“Há toda uma estrutura cuidada e preparada para receber os estudantes brasileiros, pois, somos uma instituição portuguesa com muitos estudantes estrangeiros”, destaca Maria de Fátima Marinho,  Vice-Reitora para as Relações Externas e Cultura.

Do lado do INEP, Carlos Eduardo Moreno, presidente do instituto, encara o acordo como “um incentivo” para os estudantes brasileiros. “É importante ressaltar que as avaliações do INEP, em especial o ENEM, produzem oportunidades para os estudantes se qualificarem em boas universidades no Brasil e no exterior”, disse o responsável do INEP.

Com esta iniciativa, a U.Porto entra no grupo de instituições de ensino superior portuguesas que têm acordos com o INEP.  Ao todo são já 12 as instituições nacionais que adotam o ENEM como critério de candidatura.