U.Porto cria rede de empresas inovadoras

spin off 1

O encontro inaugural do “The Circle” contou com a participação de 11 empresas. (Foto: U.Porto Inovação)

“As empresas que ajudamos a criar são a razão de ser da terceira missão da Universidade do Porto”. Foram estas as palavras do pró-reitor Carlos Brito durante o primeiro encontro do “U.Porto Spin-off Circle”, ou “The Circle”, uma rede criada pela U.Porto Inovação, que pretende reunir as empresas inovadoras do ecossistema da Universidade do Porto em encontros pontuais que lhes permitam não só conhecer-se como ajudar-se entre si.

No encontro inaugural da iniciativa, que teve lugar no dia 15 de julho no Clube Universitário do Porto, estiveram presentes 12 empresas (Biomode, Fastinov, Foodintech, Healthy Systems, Immunethep, IS4Health, Metablue Solutions, Mice, New Mensus, Sphere, Sysnovare e Veniam) , entre Spin-offs U.Porto mas também startups que licenciaram e utilizam tecnologia gerada na Universidade. Como referiu também o pró-reitor , a Universidade do Porto tem algo fundamental para dar às empresas: o acesso ao conhecimento. “Temos de apostar muito claramente na valorização económica do conhecimento. E, para isso, precisamos de vocês”.

A importância desta proximidade e cooperação mútua foi uma das razões que levou a U.Porto Inovação a criar o “The Circle”. Como referiu a coordenadora Maria Oliveira “é fundamental que as pessoas se conheçam e aproximem e nós estamos aqui para abrir um pouco os canais de comunicação”. Os encontros do “The Circle” serão espaços de aprendizagem mútua, cooperação e troca de experiências, tendo sempre a valorização económica do conhecimento como um dos principais focos. Até porque, reforçou Maria Oliveira, estas empresas são o “principal veículo de comercialização que faz chegar a tecnologia ao mercado e às pessoas, fazendo assim chegar também a marca da Universidade”.

O “U.Porto Spin-off Circle”, ou “The Circle”, pretende ser um fórum privilegiado de convívio para as empresas, quer as nascidas no seio da Universidade do Porto quer as envolvidas no seu ecossistema através do licenciamento de tecnologias. O objetivo principal dos encontros (a realizar 3 a 4 vezes por ano) é, além de proporcionar um momento descontraído e agradável, aproximar todos os envolvidos neste processo para que a entreajuda se possa constituir como base da criação de vantagens competitivas sustentáveis. “Este é um almoço de fundadores. O “The Circle” nasce agora. E o nosso objetivo é alargar a rede a cada vez mais empresas com ligação à Universidade.”, concluiu Carlos Brito.