Universidade do Porto chega aos 100 mil fãs no Facebook

Estudantes ICBASA Universidade do Porto tornou-se esta quinta-feira, 28 de abril, a primeira instituição de Ensino em Portugal a ultrapassar a barreira dos 100 mil fãs na sua página oficial do Facebook.

O relógio marcava 21h40 quando Inês Torres, uma portuense a estudar na Universidade de Harvard (EUA), clicou no “botão mágico” – “Gosto” – e confirmou o que se anunciava há várias semanas. Depois de atingir a barreira dos 70 mil fãs (69.225) no final de 2014, a página da U.Porto registou um forte aumento em 2015, ano em que chegou aos 88.511 fãs. Uma tendência de crescimento que se acentuou nos primeiros meses de 2016, com a “conquista” de mais de 11.500 novos fãs e uma média de 115 novos fãs por dia.

A U.Porto foi a primeira universidade portuguesa a lançar a sua página oficial no Facebook, em março de 2009, respondendo na altura ao crescimento exponencial da Web 2.0. De então para cá, o Facebook vem-se afirmando como canal privilegiado de comunicação e informação sobre o quotidiano da instituição (com especial ênfase para a partilha das notícias publicadas no Notícias U.Porto) junto de um público cada vez mais diversificado, que engloba os membros da comunidade académica mas também milhares de seguidores em todo o mundo.

A  heterogeneidade da comunidade de fãs reflete-se de resto na diversidade de conteúdos que alimentam diariamente a página. Entre as publicações mais bem sucedidas de 2016 (de um total de 369) incluem-se a notícia sobre o desempenho da U.Porto na última edição do “QS World University Rankings by Subject” (191.388 visualizações, 933 partilhas, mais de 2300 gostos), uma fotografia alusiva à morte José Martins, proprietário do centenário Café Piolho (mais de 200 mil pessoas alcançadas, 3500 gostos e 694 partilhas) e um vídeo dedicado a Aureliano da Fonseca (255 mil pessoas alcançadas e 26 mil visualizações). Pelo meio, o Facebook serviu de rampa de lançamento para uma campanha de captação de estudantes brasileiros, traduzida na disponibilização de um vídeo que, ao longo de duas semanas, somou mais de 53 mil visualizações e alcançou 320.249 pessoas.

Para o crescimento da página contribuiu também a aposta a criação de espaços de “diálogo” com os fãs, refletida na promoção de conteúdos especialmente direcionados para a interação (passatempos, dinamização de fóruns de debate, partilha de fotografias, etc.).

Na comparação com as outras universidades portugueses, a U.Porto lidera, destacada, o “Top 5” das instituições com maior presença no Facebook, logo seguida pela Universidade de Coimbra, cuja página contabiliza atualmente perto de 91 mil fãs. Mais distantes estão as universidades do Minho (56.800 mil fãs) e Aveiro (42.800) e o ISCTE-IUL (41 mil fãs).

A presença da U.Porto no Facebook é ainda reforçada pelas páginas oficiais das faculdades e outros organismos que operam na órbita da Universidade. Num mini-ranking dominado pela página da Faculdade de Engenharia (FEUP), que ultrapassa já os 32 mil fãs, nota ainda para a presença significativa das faculdades de Arquitectura (mais de 14.700 fãs), Economia (12.300) e  Letras (11.600) Ciências (10.400), bem como da Porto Business School (11.400).

Para além do Facebook, a U.Porto ocupa também uma posição de destaque, e em muitos casos de liderança, nas restantes redes sociais. Pioneira também no  (onde contabiliza mais de 55 mil seguidores desde 2009), a Universidade conta com páginas oficiais no Instagram (onde é líder nacional destacada com mais de 10.000 seguidores), LinkedInYouTube e Google+.