Universidade do Porto cada vez mais líder nas redes sociais

Entre os seguidores da Universidade do Porto nas redes sociais predominam as mulheres e os jovens. (Foto Egídio Santos / U.Porto)

300 mil. É com este “número mágico” que a Universidade do Porto acaba de reforçar o estatuto de instituição de ensino superior nacional com maior presença nas principais redes sociais, liderança essa refletida no número de seguidores das páginas oficiais da U.Porto no FacebookInstagramLinkedInTwitter e Youtube.

Pioneira na utilização das redes sociais entre as universidades portuguesas, a Universidade do Porto estreou-se neste universo em março de 2009, com a criação das suas páginas oficiais no Facebook e no Twitter. Começava aí uma aposta que, quase uma década depois, constitui hoje um vetor fundamental na estratégia de comunicação e posicionamento online da marca U.Porto.

Entre os mais de 300 mil seguidores que contactam diariamente com a Universidade destacam-se os mais de 133 mil fãs (133.700*) que a U.Porto acumula hoje no Facebook. Com um crescimento de mais de dez mil fãs só nos últimos seis meses, a página oficial da U.Porto na mais popular rede social do mundo afirma-se como canal privilegiado de comunicação com a comunidade. Para além das últimas novidades do “mundo U.Porto”, é ali possível encontrar espaços de “diálogo” com os fãs, incluindo conteúdos especialmente direcionados para a interação (“lives”, passatempos, partilha de fotografias, etc.). Exemplo disso é o post de divulgação da 1.ª fase de candidaturas ao Concurso Especial para Estudantes Internacionais 2018/2019, que, em apenas duas semanas, contabilizou mais de 220 mil pessoas alcançadas, 457 comentários, 744 partilhas e mais de de 3200 “gostos”.

Exponencial tem sido também a afirmação da U.Porto no Instagram, a rede social que mais tem crescido em Portugal nos últimos dois anos e na qual a Universidade foi também a primeira instituição de ensino portuguesa a criar conta oficial, em novembro de 2014. De então para cá, a U.Porto já superou a barreira dos 20 mil seguidores (20.328*), posicionando-se no top 75 mundial de instituições de ensino com maior presença naquela rede social, de acordo com o ranking elaborado pela Iconosquare. Entre as publicações e os “Instagram Stories”, o Instagram da U.Porto mostra a vida universitária e o dia-a-dia da comunidade académica da Universidade, focando-se sobretudo no público entre os 18 e os 24 anos.

Para o retrato da “U.Porto 2.0” contribuem também os 80.670* seguidores que acompanham a Universidade em modo “280 caracteres” no Twitter. Ou então os 64.542* seguidores que estão ligados à U.Porto na LinkedIn, a rede social profissional por excelência. Nota ainda para os 2.752* subscritores que acompanham os vídeos disponibilizados pela U.Porto no Youtube.

Numa radiografia mais pormenorizada ao púbico que acompanha e interage com a U.Porto nas redes sociais percebe-se que a grande maioria dos seguidores são mulheres (60% no Facebook e no instagram) e provenientes de uma faixa etária mais jovem (75% têm entre 18 e 34 anos). Relevante é também a sua dispersão geográfica, com especial destaque para o Brasil, que concentra praticamente um quinto dos fãs (26 095) do Facebook e um quarto dos seguidores no Instagram.

Na comparação com as outras universidades portugueses, a U.Porto lidera o “top” das instituições com maior presença no Facebook, logo seguida pela Universidade de Coimbra, cuja página contabiliza atualmente cerca de 128 mil fãs. O mesmo acontece no Instagram, onde a U.Porto lidera confortavelmente, superando as universidades de Coimbra (13 mil seguidores), Aveiro (9 mil), Lisboa (7.500) e Minho (6.400). A U.Porto lidera ainda no Twitter, onde regista um número de seguidores seis vezes superior à instituição de ensino que se segue (Universidade de Aveiro), e no LinkedIn, posicionando-se à frente das universidades de Coimbra (57.620) e Minho (54.270).

Da responsabilidade do Serviço de Comunicação e Imagem da Reitoria, a presença da U.Porto nas redes sociais é ainda reforçada pelas páginas oficiais das faculdades e outros organismos que operam na órbita da Universidade.

* Dados obtidos às 12h00 do dia 5 de fevereiro de 2018.