Universidade do Porto “ataca” computadores da Assembleia da República

Centro de Competências em Cibersegurança e Privacidade da U.Porto tem como objetivo agregar as competências da Universidade nesta área.

O recém-criado Centro de Competências em Cibersegurança e Privacidade (C3P) da Universidade do Porto vai realizar a sua primeira iniciativa pública com um ataque simulado aos sistemas de informação do Parlamento português.

É já esta segunda-feira, 27 de janeiro, às 15h00, que a Assembleia da República vai ser palco de uma sessão interativa de “Demonstração da Vulnerabilidade dos nossos Dados Pessoais” organizada pela Organizada pela Comissão Nacional de Proteção de Dados (CNPD) por ocasião das comemorações do 20.º aniversário da CNPD e do Dia Europeu da Proteção de Dados.

A sessão será conduzida pelo Diretor do C3P e docente da FCUP, Luís Antunes, numa exibição ao vivo e em tempo real, com a qual se pretende chamar a atenção para os desafios que se colocam na defesa dos direitos fundamentais à proteção de dados e à privacidade.

Instituído oficialmente por despacho reitoral em setembro de 2013, o Centro de Competências em Cibersegurança e Privacidade da U.Porto é o resultado de uma iniciativa de docentes do Departamento de Ciências de Computadores da Faculdade de Ciências (FCUP) à qual se associaram docentes e investigadores das faculdades de Direito (FDUP), Economia (FEP), Engenharia (FEUP) e Medicina (FMUP), com o objetivo de agregar as competências da Universidade do Porto nesta área.

Tem por missão prestar serviços de apoio às atividades de investigação e desenvolvimento, e de formação científica e técnica nos domínios da proteção de dados, da cibersegurança e outras áreas em que a Universidade possui competência e recursos tecnológicos.

Mais informações em www.c3p.up.pt.

  • Tiago

    Já ficava contente se o acesso à internet tivesse a fiabilidade de há uns anos atrás.. Hoje em dia está mais lenta e com quebras mais frequentes. Acabem com a internet e de certo que as ligações ficarão seguras.