UJr 2014: Reitor vai conhecer os novos “estudantes” da U.Porto

Universidade Júnior | FAUP

Visita inclui passagem pelas atividades da UJR 2014 a decorrer Faculdade de Arquitetura da U.Porto.

Menos de um mês após ter tomado posse como novo Reitor da Universidade do Porto, Sebastião Feyo de Azevedo, vai fazer esta terça-feira, dia 15 de julho,  a sua primeira visita às atividades realizadas pelos mais de 5000 jovens, com idades compreendidas entre os 11 e os 17 anos, que neste mês de julho tomam conta dos laboratórios e das salas de aula da U.Porto enquanto participantes da Universidade Júnior 2014 (UJr 2014), o maior programa nacional de iniciação ao ambiente universitário.

A visita irá começar no Departamento de Química da Faculdade de Ciências da U.Porto,onde jovens estudantes do 5.º e 6.º ano de escolaridade dão os seus primeiros passos no mundo da Química ao preparar e realizar uma série de pequenas experiências didáticas num verdadeiro laboratório universitário.

Depois de passar pelos departamentos de Física e Biologia daquela faculdade, o Reitor vai deslocar-se até à vizinha Faculdade de Arquitetura, onde vários jovens ainda em idade escolar tentam dar os primeiros passos na Arquitetura e seguir as pisadas de Álvaro Siza Vieira e Eduardo Souto Moura, os dois Prémios Pritzker formados nesta escola.

Alguns metros mais à frente, na Faculdade de Letras, Sebastião Feyo de Azevedo vai ainda descobrir como os jovens participantes da “Universidade Júnior” descobrem como a Geografia é uma ciência multidisciplinar, onde podem aprender conceitos de cartografia, geologia e biologia.

A decorrer em julho e setembro, a Universidade Júnior 2014 conta com mais de 150 atividades que decorrem, essencialmente, nas faculdades e unidades de investigação da U.Porto, numa iniciativa que envolve mais de 300 de professores, investigadores e estudantes da Universidade.  Miúdos e graúdos realizam experiências em laboratórios, investigações sobre alimentação, atividades desportivas e musicais, aprender sobre engenharias computacionais e arquitetura, entre muitas outras iniciativas pensadas para que os mais novos possam testar as suas vocações ou, simplesmente, aumentar os seus conhecimentos.

Nesta que é a décima edição do programa, a UJr bateu os recordes de participação, tendo esgotado metade das suas vagas nas primeiras 24 horas de inscrição, já no mês de março. Dos 5100 jovens inscritos, mais de 800 estão em regime de alojamento por serem originários de concelhos demasiado distantes do Porto para fazer a viagem diária até casa. Para além de jovens de vários pontos de Portugal Continental e ilhas, a Universidade Júnior recebe ainda alunos de países estrangeiros, casos de Angola, Moçambique, Espanha, Brasil, China (Macau), Itália, Bélgica, França.