U.Porto recebe 4 milhões para unir universidades de todo o mundo

Consórcio Dream ACP prevê a atribuição de 200 bolsas de estudo na Europa a estudantes, docentes e investigadores de 17 países.

A Universidade do Porto acaba de ser escolhida pela União Europeia para liderar um consórcio internacional integrado no Programa Erasmus Mundus Ação 2, programa que visa reforçar a cooperação entre as universidades europeias e congéneres dos países de África, das Caraíbas e do Pacífico (ACP).

Ao longo dos próximos quatro anos, a U.Porto terá a responsabilidade de gerir verbas na ordem dos 4 milhões de euros, destinadas a financiar o intercâmbio entre instituições de Ensino Superior de 17 países. Este consórcio agora aprovado, chamado Dream ACP, prevê a atribuição de cerca de 200 bolsas de estudo na Europa a estudantes, docentes e investigadores provenientes das universidades que integram o consórcio e a outros provenientes deste grupo de países.

Para além do Dream ACP, a Universidade do Porto viu também aprovados mais onze projetos em que participa, desta feita como instituição parceira.

Desde 2009, ano da comunicação dos resultados da primeira convocatória da segunda fase do Programa Erasmus Mundus, que a U.Porto tem vindo a consolidar a sua posição no âmbito da participação deste programa. Atualmente, a Universidade do Porto assume a coordenação de oito projetos – o que representa um investimento europeu na ordem dos 32 milhões de euros – e participa em 36 outros, números que a colocam no quarto lugar entre as 98 universidades que coordenam consórcios e no top 10 entre as 400 universidades participantes em projetos.

Recorde-se que Universidade do Porto acolhe este ano letivo 3.708 mil estudantes (através de programas de mobilidade ou a realizar um ciclo completo de estudos) e investigadores estrangeiros, os quais representam já 12% de toda a comunidade académica. Em sentido contrário, mais de 800 estudantes da U.Porto viveram este ano uma experiência de mobilidade no âmbito do programa Erasmus, um número que coloca a instituição portuense no “top 30″ das universidades com maior presença naquele que é o mais importante programa de mobilidade no Ensino Superior europeu.