U.Porto põe mais de 400 pessoas a correr e caminhar pelo autismo

Miúdos e graúdos, famílias e grupos de amigos não faltaram à chamada. (Foto: CDUP-UP)

Mais de 400 pessoas participaram este domingo, dia 2 de abril, na Corrida e Caminhada promovida pela associação Vencer Autismo, em parceria com o Centro de Desporto da Universidade do Porto (CDUP-UP). Ao longo dos cinco quilómetros, a meta era apenas uma: assinalar o Dia Mundial da Consciencialização do Autismo, numa ação onde participaram miúdos e graúdos, famílias e grupos de amigos.

Antes e depois da corrida e caminhada, as instrutoras do Programa UPFit animaram os participantes com exercícios de aquecimento e alongamento. (Foto: CDUP-UP)

Autism – is not contagious but kindness is” era a mensagem que se lia em cada uma das t-shirts azuis – cor associada ao autismo– que pintou o Parque da Cidade do Porto, ao longo da manhã. A animação e boa disposição reinaram durante os cinco quilómetros de prova.

Antes e depois da corrida e caminhada, as instrutoras do Programa UPFit do CDUP-UP, Mariana Pinto, Hélène Oliveira e Raquel Queirós, animaram os participantes com exercícios de aquecimento e de alongamento.

Nos últimos cinco anos, já passaram pela Universidade do Porto cerca de 35 estudantes identificados com perturbações do espectro do autismo (PEA). Estima-se que uma em cada 100 crianças nasça com este tipo de sintomas. A prática de desportos individuais – como o atletismo, natação ou equitação – é uma das terapias indicadas para o desenvolvimento da função motora, mas também no aumento da autoestima e dos níveis de felicidade.

A Corrida e Caminhada pelo Autismo integra-se na semana de atividades de consciencialização do autismo, organizada pelo Grupo de Trabalho sobre autismo da U.Porto com a colaboração do Gabinete de Apoio ao Estudante com Necessidades Educativas Especiais (GAENEE) da Universidade do Porto. A próxima sessão acontece no dia 4 de abril, terça-feira, e tem como tema “O autismo e o ensino superior”. Até dia 7 de abril, o edifício da Reitoria da U.Porto junta-se ao movimento internacional “Light It Up Blue” e ilumina-se de azul pelo autismo.