U.Porto no top mundial em 13 áreas de ensino e investigação

FEUP (corredor)

A U.Porto surge em posição de destaque nas áreas das Engenharias.

A Universidade do Porto está classificada entre as 350 melhores do mundo em 13 das 36 áreas de ensino e investigação analisadas pela edição 2015 do “QS World University Rankings by Subject”, um dos mais reputados rankings internacionais de ensino superior, publicado esta quarta-feira, 29 de abril, pela empresa multinacional Quacquarelli Symonds e disponível para consulta em www.topuniversities.com.

De acordo com este ranking, a U.Porto está entre as 100 melhores universidades do mundo na área da Engenharia Civil e de Estruturas. A Universidade surge ainda no top 200 em cinco outras áreas (Engenharia Química, Engenharia Eletrotécnica, Agricultura e Silvicultura, Farmácia e Farmacologia e Ciências Ambientais) e entre as 200 e as 350 melhores do mundo nos campos das Línguas Modernas, Ciência de Computadores, Engenharia Mecânica, Ciências Biológicas, Medicina, Química e Matemática.

Quando comparada com as restantes instituições nacionais, a Universidade do Porto encontra-se classificada como a melhor universidade portuguesa em 19 – mais de metade – das 36 áreas de ensino e investigação avaliadas por este ranking. Em 10 outras áreas, a Universidade do Porto encontra-se classificada na 2.ª ou 3.ª posição, pelo que ocupa o pódio nacional em 29 das 36 áreas analisadas.

Já em setembro passado a Universidade do Porto surgiu como a universidade portuguesa mais bem colocada no “QS World University Rankings”, o ranking de avaliação genérica das instituições de ensino superior da QuacquarelliSymonds, ocupando a 293.º lugar entre mais de 800 universidades mundiais classificadas.

Estes resultados representam uma melhoria significativa em relação ao ano anterior, quando a Universidade do Porto foi classificada no top 350 mundial em apenas sete áreas de ensino analisadas. De facto, a U.Porto melhorou a sua classificação em 10 áreas, quando comparado com o “QS World University Rankings by Subject” 2014.

Para a elaboração deste ranking foram analisadas mais de 3.000 universidades e 10.000 cursos de todo o mundo, avaliando-os de acordo com três indicadores de qualidade em cada área de ensino: reputação académica, reputação entre empregadores e produção científica.