U.Porto lidera produção científica nacional nas áreas da Química

Investigação FCUP, Química

Estudo avaliou a produção científica dos docentes a tempo inteiro das Instituições de Ensino Superior (IES) nacionais. (Foto: U.Porto)

A Universidade do Porto é a universidade portuguesa com melhores índices de produção científica nas áreas da Química e da Engenharia Química, segundo um estudo bibliométrico da Direção-Geral de Estatísticas da Educação e Ciência (DGEEC), que analisou e avaliou a produção científica dos docentes a tempo inteiro das Instituições de Ensino Superior (IES) nacionais.

Em ambos os estudos, a U.Porto destaca-se das demais no principal critério de avaliação – o impacto agregado das publicações indexadas na base de dados Scopus  -, resultante da contabilização do número de publicações da instituição e do número de citações recebidas por essas mesmas publicações. Para a performance da Universidade contribui ainda o número e a percentagem de docentes no top 25% nacional de impacto.

O estudo teve como base a análise de todas as publicações indexadas na base de dados Scopus, com pelo menos uma afiliação portuguesa, produzidas entre os anos de 2008 e 2012 pelos docentes a tempo inteiro das IES portuguesas. Para além dos critérios referidos, foram ainda estudados aspetos como o impacto médio por docente e por publicação, o número médio de publicações por docente, o número total de publicações, ou a percentagem de publicações realizadas em colaboração internacional,

No total, a DGEEC analisou a produção científica em oito áreas do conhecimento. Para além dos dois que lidera (Química e Engenharia Química), a  U.Porto destaca-se ainda ainda no segundo lugar nas áreas das Ciências dos Materiais (atrás da Universidade de Aveiro), Energia, Engenharia e Matemática (áreas em que só é superada pela Universidade Técnica de Lisboa, hoje integrada na Universidade de Lisboa).

Os diferentes estudos podem ser consultados aqui.