U.Porto integra Rede Europeia sobre Integridade Académica

Projeto visa promover condutas mais éticas no ensino e investigação em meio académico. (Foto: Egídio Santos/U.Porto)

Copiar nos exames ou plagiar as obras de outros autores são realidades comuns que podem ter os dias contados nas universidades europeias. Essa é pelo menos a intenção da European Network for Academic Integrity (ENAI), um consórcio europeu que vai juntar 12 instituições de ensino superior de onze países – entre as quais a Faculdade de Medicina da Universidade do Porto (FMUP) – no combate pela Integridade Académica a nível europeu.

Com um orçamento total de cerca de 280 mil euros a aplicar durante os próximos três anos, o projeto vai focar-se no desenvolvimento conjunto de materiais educativos relacionados com a integridade académica, especialmente destinados a professores e estudantes do ensino superior. Prevista está ainda a produção de ferramentas para cooperação intersectorial e um manual de boas práticas a aplicar em diferentes domínios da vida académica e da produção científica.

Segundo Laura Ribeiro, docente da FMUP e coordenadora local do projeto na U.Porto,  o grande objetivo do consórcio passa por criar “uma rede europeia de integridade académica, enquanto plataforma de promoção da integridade académica baseada na partilha de experiências, ideias e materiais, no espaço europeu”. Na prática, “esta servirá para ajudar as instituições de ensino superior a evitar más práticas em ambiente académico e a incentivar a discussão sobre integridade e a ética na investigação”.

O consórcio ENAI é coordenado pela Mendel University in Brno (República Checa) e, para além da U.Porto, única representante portuguesa, tem como parceiras a Universität Konstanz (Alemanha), a Mykolas Romeris University (Lituânia), a Coventry University e a Nottingham Trent University (Reino Unido), a Canakkale Onsekiz Mart University (Turquia), a Rīgas Tehniskā Universitāte (Letónia), a Università degli Studi dell’Insubria (Itália), a Univerza v Mariboru (Eslovénia), a University of Nicosia (Chipre) e o Slovak Centre of Scientific and Technical Information (Eslováquia).

Financiado no âmbito do Programa Erasmus+ (Key Action 2), o projeto contará com três conferências anuais (na República Checa, Turquia e Lituânia), nas quais os membros do consórcio terão a oportunidade de partilhar experiências e debater as últimas novidades da investigação na área.