U.Porto em projeto europeu para criar primeiro MOOC em Toxicologia

Quinze estudantes das 7 instituições parceiras do projeto TOX-OER receberam bolsas para uma semana de formação intensiva na área.

Quinze estudantes de sete universidades europeias passaram a última semana de outubro na Faculdade de Farmácia da U.Porto para sete dias de formação intensiva sobre Toxicologia. Mas este não é apenas mais um dos muitos cursos livres realizados na Universidade do Porto, mas antes uma nova fase do projeto internacional de inovação pedagógica TOX-OER.

Learning Toxicology through Open Educational Resources (TOX-OER) é um projeto financiado pelo programa Erasmus+ que tem o objetivo declarado de explorar novas metodologias pedagógicas através da conceção e desenvolvimento de um Massive Open Online Course (MOOC) em Toxicologia.

São sete as universidades europeias que fazem parte deste projeto. Para além da Universidade do Porto, o projeto é construído por docentes, investigadores e estudantes da Universidad de Salamanca (Espanha), Universita di Bologna (Itália), XAMK – South-Eastern Finland University of Applied Sciences (Finlândia), Univerzita Karlova (República Checa), Universitatea Transilvania din Brasov (Roménia) e do Space Research and Technology Institute (Bulgaria).

O objetivo final desta parceria é a produção de um dos primeiros MOOCs internacionais na área da Toxicologia, destinado a públicos-alvo diferenciados (estudantes de diferentes níveis de ensino superior, professores em formação contínua e também profissionais da área) e traduzido para as sete línguas das instituições que compõem o projeto.

Contudo, o MOOC é apenas o produto final do projeto, uma vez que o TOX-OER visa testar soluções para melhorar a integração digital na aprendizagem, ensino e formação com jovens em vários níveis, através do desenvolvimento de uma série de materiais científicos, pedagógicos, informativos e formativos em Toxicologia.

A formação presencial que decorreu na FFUP de 23 a 29 de outubro, coordenada por Fernando Remião, Pró-Reitor para a Inovação Pedagógica e representante da U.Porto no projeto TOX-OER, foi apenas mais um passo neste caminho de desenvolvimento de novos materiais pedagógicos de Toxicologia que se apresentam já disponíveis ao público em http://moodle.toxoer.com/.