U.Porto em destaque na reunião anual da International Association of Universities

Pedro Teixeira, vice-reitor da U.Porto e presidente do CIPES – Centro de Investigação de Políticas do Ensino Superior, vai proferir a conferência de abertura da reunião anual da IAU.

O vice-reitor da Universidade do Porto com o pelouro da Formação e Organização Académica, Pedro Teixeira, será o orador convidado da sessão de abertura da conferência anual da International Association of Universities (IAU), que este ano se realiza em Acra, capital do Gana, de 17 a 18 de outubro.

Numa conferência que reúne centenas de reitores, vice-reitores e administradores universitários de todos os continentes, Pedro Teixeira vai proferir a palestra de abertura que tem por título o próprio tema do encontro: Leadership for a changing public-private higher education funding landscape.

Em análise estarão os novos desafios de financiamento que se colocam a instituições públicas e privadas de grande parte dos sistemas de ensino superior de todo o mundo, em particular as alterações que se têm feito aos tradicionais modelos de financiamento para os sistemas públicos e privados, cada vez mais complexos e transformados em modelos de financiamento diversificado e diferenciado.

Este tema é precisamente uma das principais linhas de investigação que Pedro Teixeira tem desenvolvido enquanto investigador e director do Centro de Investigação de Políticas do Ensino Superior (CIPES). O vice-reitor da Universidade do Porto explica que “em muitos países a questão financiamento público como único ou principal meio de financiamento das instituições públicas tem sido posta em questão e é indispensável que os líderes universitários estejam preparados para gerir uma nova realidade de financiamento público mais exigente e em que existe a necessidade de encontrar fontes supletivas de financiamento”.

Em vários estudos que Pedro Teixeira realizou sobre o financiamento das instituições de ensino superior a nível global, o investigador identificou quatro principais desafios que esta realidade coloca aos líderes das instituições em diferentes partes do globo.

O primeiro destes desafios é a tendência da partilha de custos entre Estado e Sociedade para financiar o sistema de Ensino Superior, conduzindo a uma introdução de procura de novas fontes de financiamento privado para suportar as instituições públicas tais como o contributo dos estudantes e das famílias, dos alumni, ou de empresas e outras organizações. Um segundo desenvolvimento refere-se à tendência crescente dos governos em determinar o nível de financiamento de cada instituição tendo por base os seus resultados e níveis de desempenho, colocando a gestão universitária sob pressão para uma maior eficiência e eficácia na prossecução dos objetivos definidos. Um terceiro desafio é a tendência crescente de muitos governos em escolherem concentrar o financiamento nalgumas instituições, nomeadamente naquelas que se encontram mais bem colocadas nos principais rankings internacionais de ensino superior. Por fim, e relacionado com este último, observa-se uma tendência para promover a colaboração ou mesmo a fusão de instituições por forma a ganhar escala para aumentar atratividade e posicionamento nos rankings internacionais.

Fátima Marinho, vice-reitora da U.Porto e membro do Conselho de Administração da IAU, será moderadora de um dos painéis de debate da conferência.

Nas palavras de Pedro Teixeira “estas tendências criam um contexto de desafio crescente aos líderes universitários de todo o mundo, onde a concorrência e a produtividade mensurável assumem uma nova preponderância, colocando em questão o perfil das lideranças, habitualmente mais centradas na promoção das missões académica e científicas, as quais têm hoje de ser complementadas com outras de natureza organizacional e financeira”. A intervenção do vice-reitor da U.Porto irá precisamente centrar-se na capacidade que reitores, vice-reitores e administradores universitários presentes na reunião anual da IAU terão (ou não) para responder a estes desafios.

Contudo, para além da intervenção de Pedro Teixeira, a Universidade do Porto será também representada neste encontro por Fátima Marinho, vice-reitora com o pelouro das Relações Externas e Cultura que foi recentemente eleita como membro do Conselho de Administração da IAU. Fátima Marinho irá moderar um dos painéis de debate da conferência, dedicado ao tema “Tensions between academic, economic and social missions of Higher Education”.

Recorde-se que a International Association of Universities, que conta já com 67 anos de existência, é a associação mundial de instituições de ensino superior sedeada na UNESCO. Atua como a representante independente das universidades de todo o mundo junto desta agência das Nações Unidas e de outras organizações internacionais, nacionais e regionais de educação.

Reunindo mais de 600 instituições e organizações de cerca de 130 países – incluindo a Universidade do Porto –, a IAU tem como missão promover o espírito colaborativo entre as instituições de ensino superior, aplicando os valores e princípios fundamentais que sustentam a procura, a disseminação e a aplicação do conhecimento. A associação defende políticas e práticas de ensino superior que respeitem diferentes perspetivas, promovam a responsabilidade social e incentivem a aprendizagem mútua entre instituições.