Universidade do Porto distingue cinco novos Professores Eméritos

Joaquim Silva Gomes (FEUP) foi um dos sete Professores Eméritos distinguidos em 2016. (Foto: Egídio Santos/U.Porto)

No âmbito das comemorações do seu 106.º aniversário, a U.Porto vai distinguir cinco docentes e investigadores com o título de Professor Emérito da Universidade do Porto, destinado a professores jubilados ou reformados que se destacaram pelos altos serviços à U.Porto e que, por isso mesmo, continuarão a colaborar com a Universidade.

Fernando Noronha, Professor Catedrático da Faculdade de Ciências (FCUP), dedicou grande parte da sua vida ao estudo e ensino da Geologia, tendo sido o autor de mais de 50 artigos científicos publicados em revistas internacionais. Natural de Espinho, integrou a equipa responsável pela “Carta Geotécnica da Cidade do Porto” e foi presidente da Associação Portuguesa de Geólogos de 2002 a 2007. A Universidade confia-lhe agora a tarefa de continuar a investigar e a transmitir a sua experiência e conhecimento em Economia circular de matérias primas críticas.

Também José Ferreira Gomes é Professor Catedrático na FCUP e lecionou, ao longo de 20 anos, diversas disciplinas de Química. Responsável pela publicação de mais de 100 artigos científicos, foi Vice-Reitor da U.Porto de 1998 a 2006 e exerceu, por duas ocasiões, o cargo de Secretário de Estado do Ensino Superior e da Ciência. Enquanto Professor Emérito, terá a tarefa de coordenação e de desenvolvimento da Casa das Ciências, com o intuito de se constituir como um importante promotor das atividades na área das Ciências na U.Porto.

O percurso de Adélio Machado marcou uma geração de estudantes que, com ele, acabaram por se tornar profissionais respeitados e cientistas de sucesso. Uma referência na FCUP pelo trabalho desenvolvido no Departamento de Química e Bioquímica, ficará, enquanto Professor Emérito, responsável pela coordenação e desenvolvimento com a Universidade Federal de Santa Catarina (Florianópolis), bem como pela implementação e divulgação dos conceitos de Química Verde e Sustentabilidade na Universidade do Porto e em contexto nacional.

Professor Catedrático pela FCUP, João Bessa Sousa é uma figura importante na área de Física e Engenharia dos Materiais da Universidade do Porto. Foi um dos responsáveis pela fundação da Sociedade Portuguesa de Física, onde chegou a exercer o cargo de presidente e foi o autor de mais de 250 artigos em revistas estrangeiras da especialidade. Em 2004 foi condecorado com o grau de Comendador da Ordem de Sant’Iago da Espada pelo então Presidente da República Jorge Sampaio. Como Professor Emérito irá desenvolver o seu trabalho de investigação no Instituto de Física de Materiais da U.Porto – Instituto de Nanociências e Nanotecnologias na área de Materiais Magnéticos Multifuncionais e Nanoestruturas.

Natural do Porto, José Costa Lima é um nome de relevo no estudo da Química em Portugal, tendo terminado o doutoramento em Química Analítica na FCUP, em 1985. Professor Catedrático Jubilado da Faculdade de Farmácia da U.Porto (FFUP), que dirigiu de 1998 a 2000 e de 2010 a 2015, Foi responsável pela publicação de mais de 400 artigos em revistas científicas internacionais e a sua carreira foi distinguida com diversos prémios internacionais. A Universidade confia-lhe agora as tarefas de investigação fundamental e aplicada na área do controlo analítica e automatização de métodos de análise, e a promoção e internacionalização da Faculdade de Farmácia. Será também responsável pela manutenção e criação de parcerias de Inovação e Desenvolvimento em diversas áreas.

Os cinco novos Professores Eméritos da U.Porto vão receber o respetivo título no próximo dia 22 de março, numa cerimónia inserida nas comemorações do Dia da Universidade.