U.Porto cresce no top mundial das áreas da Economia e Gestão

Ranking é construído em função da reputação dos cursos, do nível salarial dos recém-licenciados e do índice de satisfação dos estudantes.

A Universidade do Porto é a universidade portuguesa com mais programas de pós-graduação no Ranking BEST-MASTERS da Eduniversal, uma das mais prestigiadas agências de consultoria internacionais no campo do Ensino Superior. Ao todo a U.Porto destaca-se com a presença de 20 mestrados e pós graduações (mais seis do que em 2012), repartidos pela Faculdade de Economia (FEP) e pela Porto Business School.

Resultado da avaliação de mais de 4000 mestrados e programas de MBA lecionados em todo o mundo, este ranking ordena os melhores programas de formação do mundo em 30 categorias ligadas à economia e à gestão. Os critérios de avaliação incluem a reputação dos cursos (avaliada por especialistas internacionais), as perspetivas de carreira e o nível salarial dos recém-licenciados no primeiro emprego, ou o índice de satisfação dos estudantes.

Entre os cursos distinguidos, começam por se destacar os da FEP  que, pela primeira vez conseguiu colocar 10 programas de pós-graduação no top das respetivas áreas. Para além da entrada de seis novos mestrados, todos os cursos “repetentes” registaram subidas em relação ao ano passado. Este desempenho já foi, de resto, considerado pela Direção da Escola como “um importante reconhecimento do trabalho de excelência que a Faculdade tem vindo a realizar na área dos cursos de pós-graduação”.

Dos resultados obtidos pela FEP, a nota principal vai para o Mestrado de Economia e Gestão do Ambiente, que salta da 53.ª para a 32.ª posição no” top 100″ mundial da categoria “Sustainable Development and Environmental Mngt”. Em relação a 2013,  registam-se ainda as subidas dos mestrados em Modelação, Análise de Dados e Sistemas de Apoio à Decisão (do 39.º para o 26.º lugar), Contabilidade e Controlo de Gestão  (da 48.ª para a 38.ª posição) e Economia e Gestão Internacional (de 49.º para 42.º) no” top 50 regional” (Europa Ocidental) das respetivas categorias.

No que toca às estreias, a mais significativa é a do Mestrado de Gestão de Recursos Humanos, que entra diretamente para a 21.ª posição a nível europeu  na categoria de ” Human Resources Management”. As outras novidades são os mestrados de Marketing (32.º); Economia (35º), Finance (39.º), Economia e Gestão das Cidades  (50.º) e Gestão e Economia de Serviços de Saúde, que surge em 85.º do ranking mundial de “Health Management”.

Relativamente à Porto Business School, são também dez os cursos destacados pela Eduniversal. O grande destaque vai para a ascensão da Pós-Graduação em Gestão da Informação e Marketing Intelligence da 33.ª para a 21.ª (a melhor prestação de todos os cursos da U.Porto) no top 50 mundial da área de “Business Intelligence, Knowledge and Security Management”. Nota também para a presença de mais cinco pós-graduações da escola de negócios da U.Porto entre as melhores do mundo das suas categorias: Finanças e Fiscalidade (29.ª em “Taxation”); Gestão de Vendas (sobe de 41.º para 0 31.º lugar em “Retail Sales Management”); Gestão do Turismo e Hotelaria (ascenda da 54.ª para a 36.ª posição em “Tourism and Hospitality Management”; Gestão Imobiliária  (mantém o 79.º lugar na categoria “Real Estate”); e Análise Financeira  (sobe de 92.º para 82.º “em Financial Markets).

Há ainda a destacar a presença de quatro formações da Porto Business School no” top 50 regional” em outras tantas categorias. São elas as pós-graduações em Comunicação Empresarial (sobe da 45.ª para a 16.ª posição – a melhor classificação absoluta de um curso da U.Porto – em“Communications”), Gestão de Operações (24.ª em “Engineering and Project Management”) e Direção de Empresas (30.ª em “General Management”), e o MBA Executivo, considerado o 46.º melhor da Europa Ocidental.

Globalmente, a U.Porto contribui com mais de um quarto (29%) dos 70 cursos lecionados por por instituições portuguesas nomeados pela Eduniversal. Atrás da Universidade seguem o ISCTE, com 18, e a Universidade Nova de Lisboa com 17. A Universidade Católica tem nove, o ISEG cinco e a UTL dois.