U.Porto continua a impulsionar o Cluster do Mar

Projeto visa ajudar as entidades parceiras a tirar o melhor partido do mar nas regiões atlânticas.

O projeto Knowledge transfer to Improve Marine Economy in Regions from the Atlantic Area  (KIMERAA), liderado pela Universidade do Algarve (UAlg) entre 2010 e 2012, e no qual a Universidade do Porto participa desde o seu arranque, terá uma fase adicional de implementação que terminará no primeiro semestre de 2014. A segunda fase do projeto europeu inicia-se agora, tendo recebido aprovação do Programa Espaço Atlântico.

A nova fase do KIMERAA vai permitir aprofundar as atividades desenvolvidas e os resultados já alcançados para promover os nichos de excelência no cluster do Mar. Até ao final do ano passado o projeto alcançou três conjuntos principais de resultados: o primeiro centrou-se na análise dos clusters marítimos do Espaço Atlântico; o segundo baseou-se no catálogo de “Competências e Serviços” para facilitar o desenvolvimento de nichos de excelência no setor marítimo através da criação de uma ferramenta de informação (designada Diretório do Mar e disponível aqui) que facilita a interligação entre a oferta e a procura de inovação e também de serviços baseados em conhecimento do Mar no Espaço Atlântico. Finalmente, teve lugar o lançamento da rede europeia ENKTAA (European Network transfer in the Atlantic Area), de modo a estimular a cooperação, partilha e transferência de conhecimento em ciências e tecnologias do Mar.

O projeto – que na U.Porto é promovido através do seu gabinete de transferência de Tecnologia participa (UPIN – Universidade do Porto Inovação) – conta com uma parceria composta por Portugal, Espanha, Irlanda e Espanha e, ao longo da primeira fase, desenvolveu igualmente diversas atividades de comunicação e interação entre universidade-empresa, entre as quais se destacaram diversos eventos internacionais. O KIMERAA foi ainda responsável pela organização do workshop “The Atlantic and Strategies for Economic Niches of Excellence” realizado no Dia Europeu Marítimo 2011 em Gdansk, Polónia. Um outro resultado de comunicação de destaque diz respeito à produção do documentário “A KIMERAA do Atlântico: A transferência de conhecimento para melhorar a Economia Marítima nas Regiões do Espaço Atlântico”, que retrata algumas das temáticas mais abordadas no projeto.

Novo parceiro a bordo

A nova fase da iniciativa vai envolver, para além dos parceiros originais do projeto – Universidades do Algarve, Porto (Portugal) e Huelva (Espanha), MIK (Unidade de Investigação do País Basco, Espanha) e WestBIC – Business Innovation Centre (Irlanda) – a Universidade de Manchester no Reino Unido e, acrescentando um novo país, o Technopole Quimper-Cournouaille (França).

Financiado pelo Programa Operacional Espaço Atlântico 2007-2013 através do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional, o KIMERAA vai continuar a “tirar o melhor partido do mar”, uma das máximas do projeto.

A newsletter nº 10 do projeto KIMERAA está disponível aqui.