U.Porto comemora meio século de Apoio Social aos estudantes

Cantina SASUP

Os SASUP disponibilizam à comunidade académica 21 unidades de alimentação e 9 residências, para além de serviços de apoio social e médico gratuitos. (Foto: U.Porto)

A Universidade do Porto vai assinalar no próximo dia 26 de novembro, os 50 anos sobre a publicação do decreto-lei que regulamentou oficialmente o Centro Universitário do Porto, organismo “fundador” do apoio social aos estudantes da Universidade e génese dos atuais Serviços de Ação Social da U.Porto (SASUP).

Agendada para as 10h00, no Salão Nobre da Reitoria, a cerimónia vai contar com a presença de João Queirós, Diretor da Direção Geral do Ensino Superior, que irá proferir uma palestra sobre “As políticas de Ação Social Universitária: Perspetivas e Desafios para o futuro”. Segue-se a apresentação do livro “Serviços de Ação Social da Universidade do Porto – Percurso e Desafios para o Futuro”.

Organizada pela atual diretora dos Serviços de Ação Social da U.Porto, Cristina Jacinto, esta obra conta toda a história da ação social na Universidade (ilustrada com alguns relatos de antigos estudantes que sublinham o papel dos serviços sociais da U.Porto na sua vida académica), lançando ainda um olhar sobre o futuro daquele organismo.

“Um dos desafios que teremos de saber vencer passa por identificar as modalidades de serviço de ação social que os estudantes considerem possuir valor acrescentado para as suas vidas. Nesta conformidade, os SASUP continuarão a apostar em serviços que acompanhem o processo de desenvolvimento da Universidade do Porto e contribuam para a sua consolidação”, antecipa o Reitor da U.Porto, no prefácio da obra.

Restaurante de S.João

Comemorações incluem a inauguração do novo restaurante dos SASUP no edifício da Faculdade de Medicina. (Foto :DR)

Caberá, de resto, a Sebastião Feyo de Azevedo encerrar a sessão comemorativa por volta do meio-dia. Da parte da tarde, as celebrações prosseguem no edifício da Faculdade de Medicina da U.Porto (ao Centro Hospitalar São João) com a inauguração do novo Restaurante da Unidade Alimentar de São João, a mais recente unidade de alimentação gerida pelos SASUP.

Um pouco de história…

Os primórdios dos atuais Serviços de Ação Social da Universidade do Porto remontam a abril de 1939, ano em que foi criado o Centro Escolar nº 5 da Ala do Porto da Mocidade Portuguesa. Foi, porém, a partir da inauguração do Centro Universitário do Porto (C.U.P), em janeiro de 1942, que esta realidade se tornou mais efetiva.

Festa de Caloiros - Lar Nuno Álvares (1966)

Festa de Caloiros no Lar Nuno Álvares, uma das primeiras residências universitárias criadas pelo Centro Universitário do Porto (1966).

Criado por ação do Prof. Domingos Rosas da Silva, o C.U.P. foi instalado na Rua da Boa Hora, nº 18 com o objetivo de “converter a Universidade num meio social de convívio e colaboração de mestres e discípulos”. Em  janeiro de 1959, o Centro é oficialmente integrado como órgão da U.Porto, vínculo que se tornaria defintivo a 24 de novembro de 1965, com a publicação do Decreto-Lei nº 46 667, que regulou o funcionamento do CUP, considerando-o como um organismo diretamente dependente do Reitor da U.Porto.

As atividades do Centro abarcaram vertentes diversas ao longo dos anos, desde a desportiva (iniciada em 1942 por ação da secção de Educação Física que, em 1949, daria origem ao que  Centro Desportivo Universitário do Porto – C.D.U.P) a uma série de ações de cariz social. A criação e gestão de cantinas, residências estudantis, serviços médicos e iniciativas de carácter cultural são alguns dos exemplos mais significativos que, ainda hoje, têm continuidade.

 

Em termos estruturais, o C.U.P. permaneceu ativo até 1980 (apesar de a sua extinção só ter ficado legalmente estabelecida em 1983), ano em que foi incorporado nos Serviços Sociais da Universidade do Porto (SSUP). Em 1996, os reformulados Serviços de Ação Social da Universidade do Porto (SASUP) assumem o estatuto de unidade orgânica da U.Porto.

Atualmente, os SASUP desenvolvem uma atividade alargada ao nível do apoio aos estudantes da U.Porto, que se faz sentir em domínios tão diversos como o alojamento, a alimentação, o apoio médico e a atribuição de bolsas de estudo.