U.Porto colabora no desenvolvimento do setor agroalimentar do sudoeste Asiático

nutrisea

O projeto NutriSEA arrancou oficialmente a 9 de março, com a realização da kick off meating em Phnom Penh.

A Universidade do Porto é uma das seis universidades europeias que vão colaborar com oito instituições do Camboja, Myanmar e Vietname para promover o desenvolvimento do setor agroalimentar no sudeste Asiático.

A colaboração desenvolve-se no âmbito do projeto NutriSEA – Network of UniversitiesandEntreprises for Training in Southeast Asia, financiado pela Comissão Europeia, através do programa Erasmus+.

Liderado pela Universidade de Gent (Bélgica) e pela Real Universidade de Agricultura (Camboja), o projeto tem como parceiros europeus – para além da U.Porto – a Universidade de Toulouse III Paul Sabatier (França), a Universidade de Gottingen (Alemanha), a Universidade de Wageningen (Holanda) e o instituto de investigação húngaro Campden BRI. Os parceiros do sudeste asiático são o Ministério da Educação e a Universidade Chea Sim de Kamchaymear (ambos do Camboja), a Universidade de Ciência e Tecnologia de Hanói e a Universidade de Hue (Vietname), a Universidade de Yangon e a Universidade Agrícola de Yezin (Myanmar).

O primeiro objetivo do projeto NutriSEA é a criação de uma rede regional de cooperação no setor agroalimentar no sudeste Asiático, constituída por universidades, empresas e autoridades públicas do Camboja, Myanmar e Vietname.

Os parceiros europeus irão providenciar formação aos recursos humanos das universidades daqueles três países asiáticos em áreas como o empreendedorismo, as ciências da alimentação e a qualidade alimentar, assim aumentando as capacidades de ensino e de transferência do conhecimento produzido naquelas instituições.

De forma a promover a internacionalização daquelas instituições, docentes, investigadores e estudantes asiáticos terão a oportunidade de frequentar formações e visitas técnicas às universidades europeias.

O projeto teve oficialmente início com uma reunião de arranque que juntou, de 7 a 9 de março, todos os parceiros na capital cambojana de Phnom Penh. A Universidade do Porto esteve representada por Duarte Torres, docente da FCNAUP, e pelo Serviço de Relações Internacionais.

Com uma duração prevista de três anos, o projeto NutriSEA tem um orçamento de 971 mil euros, financiados pela Ação Chave 2 do programa Erasmus+.