U.Porto atinge as 200 patentes ativas a nível nacional e internacional

A Universidade do do Porto ultrapassou, em 2016, a marca simbólica das 200 patentes ativas em território nacional e internacional. Este é um resultado cumulativo desde 2004, ano em que foi criada a U.Porto Inovação, o gabinete de transferência de conhecimento da Universidade.

Numa análise aos dados do ano passado, constata-se que foram registados 45 pedidos de patente de várias faculdades (mais cinco do que no ano anterior), 27 dos quais a nível internacional em territórios como Europa, Estados Unidos, Brasil, Coreia do Sul, Singapura ou Japão. No que ao território europeu diz respeito, a U.Porto foi a universidade portuguesa com mais pedidos de patente (5), ocupando o quarto lugar do ranking geral, logo atrás das empresas Novadelta, com doze pedidos, Soronikos Trading Services, com oito, e Bial-Portela, com seis.

Em 2016 foram também concedidas cinco patentes nos Estados Unidos, uma em Portugal e, pela primeira vez, uma em Singapura. Os resultados acumulados desde 2004 totalizam 49 patentes concedidas em Portugal e 43 noutros países.

Em paralelo com o desempenho positivo no domínio da propriedade intelectual, a U.Porto Inovação destacou-se também no cumprimento da Terceira Missão da Universidade, traduzido numa crescente aproximação ao setor empresarial. A este nível, foram realizadas duas sessões A2b, perfazendo um total acumulado de 31 encontros desde que o conceito foi criado, com um total de 968 participantes entre membros da Universidade e das empresas. Foi também criado o The Circle, um clube privilegiado para as empresas, quer as nascidas no seio da U.Porto quer as envolvidas no seu ecossistema através do licenciamento de tecnologias, e teve lugar a 2ª edição da Gala da Inovação da Universidade do Porto que juntou mais de 200 pessoas no Mosteiro de São Bento da Vitória.

Finalmente, e no que ao empreendedorismo diz respeito, no ano transato a U.Porto Inovação prestou apoio a perto de 80 projetos empreendedores em várias iniciativas. Realizou-se, pela sétima vez consecutiva, o iUP25k – concurso de ideias da Universidade do Porto – que recebeu 41 candidaturas e cujos vencedores foram conhecidos durante a primeira edição do Startup Fest, evento promovido pelo Clube de Empreendedorismo da U.Porto (CEdUP) no qual a U.Porto Inovação esteve ativamente envolvida.

A família U.Porto Spin-off também cresceu, com dois novos membros em 2016 – a Digital Flow e a E-ACT– e 6 no início de 2017: Douro Skin Care, FASTinov, Fibersail, Immunethep, Venture Catalysts e Virtual Care. Neste momento a Universidade do Porto tem já 17 empresas com a chancela spin-off.

O Relatório Anual de Atividades da U.Porto Inovação 2016 completo estará brevemente disponível para consulta.