U.Porto aposta nos “jogos sérios” para promover a saúde

Um dos primeiros “frutos” do projeto será o HOPE, um “serious game” concebido para ajudar crianças com cancro a compreender os assuntos relacionados com a doença. (Foto: DR)

O projeto SERIOUS GAMES for HEALTH, desenvolvido por vários investigadores da Universidade do Porto e que aposta na criação de “jogos sérios” na área da saúde, foi distinguido com o primeiro lugar na categoria “cancer” do concurso MED.IDEAS, uma iniciativa organizada pelo NORTEXCEL 2020 – Centro de Excelência em Tecnologias Médicas, e que pretende catapultar internacionalmente iniciativas de grande impacto da região norte de Portugal.

O objetivo deste projeto passa por capacitar o cidadão para uma melhor auto-gestão da sua doença, promovendo assim a adesão terapêutica pelo recurso a soluções tecnológicas interativas.

De acordo com os investigadores, o prémio vai permitir dar seguimento à criação de um protótipo beta do videojogo HOPE – o primeiro “serious game” inserido neste projeto – desenvolvido conjuntamente pelo Laboratório de Criação para a Literacia em Saúde (LACLIS), iniciativa integrada no U.Porto Media Innovation Labs (MIL), em parceria com a empresa BRIGHT, o IPO-Porto e a associação Acreditar.

Concebido para ajudar crianças com cancro a compreender os assuntos relacionados com a sua doença, o projeto HOPE tem um âmbito que vai além do entretenimento e pretende, acima de tudo, melhorar a qualidade de vida das crianças durante o tratamento oncológico. Em complemento, está a ser desenvolvida uma app para auxiliar pais e cuidadores durante o processo da doença dos seus filhos.

Para além da vitória no concurso MED.IDEAS, o projeto SERIOUS GAMES for HEALTH foi apresentado durante o congresso “World Leader´s Cancer Summit 2018”, que decorreu de 1 a 4 de outubro, em Kuala Lumpur, na Malásia. Tratou-se de um evento de acesso restrito a Chefes de Estado, Ministros da Saúde, membros de famílias reais envolvidas no combate ao cancro e líderes comunitários, e que teve como objetivo promover iniciativas junto da comunidade oncológica, através de um programa educacional que engloba todo o espectro do cancro, da prevenção até ao tratamento e aos cuidados paliativos.

A edição deste ano do World Cancer Leader´s Summit teve como tema “Tratamento do Cancro para Todos” e foi organizada pela União Internacional para o Controlo do Cancro (UICC), em parceria com a Organização Mundial da Saúde (OMS), a Agência Internacional de Energia Atómica (IAEA), a Agência Internacional para Investigação sobre Cancro (IARC) e os seus anfitriões, a Sociedade Nacional de Cancro da Malásia.