U.Porto alia-se ao programa +INOVAÇÃO+INDÚSTRIA

Agricultura no Douro - Erasmus

O setor agro-industrial é um dos contemplados pelo novo programa de incentivos da Portugal Ventures (Foto: Arquivo)

A Universidade do Porto formalizou recentemente a sua colaboração com a Portugal Ventures no âmbito do +I+I (+Inovação+Indústria), um programa que tem como principal objetivo promover a criação de spin-offs empresariais e aumentar a inovação nas mesmas, de modo a responder de maneira mais célere e adequada aos desafios atuais do mundo empresarial.

Lançada no passado dia 8 de setembro, na Fundação AEP, numa sessão que contou com a presença de Carlos Brito, vice-reitor  da U.Porto, a iniciativa dirige-se a empresas e empreendedores mais tradicionais da economia nacional. O investimento de capital de risco nos projetos poderá ir até 1,5 milhões de euros, desde que os projetos se insiram em pelo menos um dos seguintes clusters da economia nacional: agro-industrial, moda, florestal, habitat, química, tecnologias de produção e mobilidade.

Entre os principais critérios de avaliação estão a relevância dos projetos para o setor tradicional, o posicionamento na cadeia de valor, a concorrência, o modelo de negócio, entre outros. Fazendo parte de uma variada rede de parceiros, o papel da U.Porto nesta jornada passará por identificar projetos com condições para se candidatarem ao +i+i, direcionando-os depois para o programa.

Além do investimento em capital, os projetos selecionados terão também direito a incubação e/ou aceleração em polos de inovação internacionais, bem como valorização da Propriedade Intelectual e acompanhamento por peritos. Para participar, os projetos devem estar já, pelo menos, na fase de protótipo, ter potenciais clientes e alguma experiência na atividade e mercados em causa. Todos os requisitos necessários estão no website da Portugal Ventures.

As candidaturas para o programa arrancam esta segunda-feira, dia 15 de setembro, e estendem-se até 15 de outubro de 2014.