U.Porto alia-se a Arouca em jornadas de promoção da Ciência

Sobrinho SImões

Rrecentemente distinguido como o patologista mais influente do mundo, Manuel Sobrinho Simões é um dos principais impulsionadores da iniciativa. (Foto: Egídio Santos/U.Porto)

Nos próximos dias 18 e 19 de dezembro, os investigadores da Universidade do Porto Manuel Sobrinho Simões, Raquel Seruca, ou Alexandre Quintanilha vão desfilar pelo palco das I Jornadas de Ciência de Arouca, iniciativa que tem como objetivo reunir jovens que, nascidos naquela localidade, tenham enveredado por carreiras científicas e, ao mesmo tempo, mostrar o trabalho que Arouca tem feito no sentido de sensibilizar jovens para a Ciência.

Com o objetivo de aproximar as gerações de cientistas de Arouca, estas jornadas vão proporcionar vários encontros entre investigadores do concelho, a comunidade arouquense e os jovens cientistas da Escola Secundária de Arouca, que têm sido premiados em vários concursos internacionais. As sessões terão lugar na loja interativa de turismo de Arouca, no Terreiro de Santa Mafalda e na Escola Secundária de Arouca.

Um dos principais impulsionadores desta iniciativa é Manuel Sobrinho Simões, diretor do Ipatimup, fundador do i3S e recentemente distinguido como o patologista mais influente do mundo, e com raízes familiares em Arouca.

A organização das jornadas está a cargo do Agrupamento de Escolas de Arouca e do Círculo Mais Democracia, e conta com o apoio da Câmara Municipal de Arouca, do Instituto de Investigação e Inovação em Saúde da Universidade do Porto (i3S) e do AVCOA (Centro de Formação de Associação de Escolas de Arouca, Vale de Cambra e Oliveira de Azeméis).

O programa completo do evento poderá ser consultado aqui e as sessões vão muito para além de questões científicas mais específicas já que, por exemplo, Alexandre Quintanilha vai falar sobre alterações climáticas, e o escritor Richard Zimler apresentará uma comunicação sobre a relação da ciência com a Literatura.

2015-jornadas-das-ciencias-blog