Tradições de São João celebradas na Universidade do Porto

As cascatas sanjoaninas são um dos temas de conversa entre Germano Silva e Helder Pacheco. (Foto: Câmara Municipal do Porto)

Chegado o mês de junho, aproxima-se a festa mais esperada no ano pelos portuenses: o São João. Todos os anos, milhares de pessoas juntam-se na “noite mais longa do Porto” para uma das principais tradições da cidade. À Universidade do Porto, o São João chega mais cedo, a 18 de junho, terça-feira, para um concerto e conversa dedicados às tradições sanjoaninas.

Seguindo as tradições da festa de São João, o Coral de Letras da Universidade do Porto vai encher a Reitoria da U.Porto com as canções populares, harmonizadas por Lopes Graça. Segue-se uma conversa sobre as tradições na cidade Invicta, protagonizada por Germano Silva, jornalista decano e Doutor Honoris Causa da Universidade do Porto, e Helder Pacheco, professor, investigador e cronista.

As cascatas sanjoaninas, a evolução das festas ao longo dos tempos, as tradições que perduram são alguns dos temas de conversa que serão explorados pelos especialistas em história e património portuenses. Durante a sessão estará também em exposição a serigrafia “S. João Menino”, de José Rodrigues, cedida pela Fábrica Social – Fundação José Rodrigues.

As comemorações do São João têm início marcado para as 18h00 e realizam-se na Casa Comum, na Reitoria da Universidade do Porto. A entrada é livre.

Até ao final do mês de junho, o Átrio da Aula Magna da Faculdade de Medicina da U.Porto (FMUP) acolhe também uma Exposição de Cascatas Sanjoaninas, uma das principais tradições portuenses da festa da cidade. Com entrada livre, a exposição está aberta ao público até 28 de junho.

Uma festa para toda a família

Para os mais novos, a Reitoria da U.Porto tem ainda preparadas as Oficinas de São João, com atividades de expressão plástica, passeios pelo Porto e workshops de dança. A iniciativa decorre no dia 22 de junho, entre as 14h30 e as 18h30, e destina-se a crianças e jovens dos 4 aos 12 anos.

Pintar um azulejo, experimentar a olaria, ou personalizar uma sardinha são algumas das atividades precisas para os mais pequenos. O programa integra também um peddy paper pelo centro histórico, no qual miúdos e graúdos são convidados a decifrar enigmas e aceitar desafios. Todas as crianças devem ser acompanhadas por, pelo menos, um adulto.

Os interessados podem adquirir o Passaporte S.João que dá acesso a todas as atividades até dia 21 de junho, pelo preço de 9,00 euros por criança, ou próprio dia, por 10,00 euros. Na compra antecipada, os membros da U.Porto poderão usufruir de um desconto de 10%. As inscrições estão disponíveis aqui.