Tese de doutoramento da FEUP distinguida a nível europeu

(foto: Creative Commons / Pixabay)

A tese do alunus analisa a viabilidade da técnologia ‘Fotocatálise Heterogénea’ para o tratamento do ar        (foto: Creative Commons / Pixabay)

Ricardo André Ribeiro Monteiro, doutorado em Engenharia do Ambiente pela Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto (FEUP), recebeu o prémio de melhor tese de doutoramento atribuído pela Escola Europeia de Processos Avançados de Oxidação (AOP). Esta escola, fundada em 2014, tem como principal objetivo promover o desenvolvimento académico de jovens investigadores na aplicação de processos avançados de oxidação na melhoria ambiental.

Intitulada “Solar Photocatalysis for Gas-Phase Air Cleaning: from lab to pilot plant studies” e contando com a orientação do investigador do Laboratório de Processos de Separação e Reação em Engenharia/ Laboratório de Catálise e Materiais  (LSRE/LCM), do Departamento de Engenharia Química da FEUP, Vitor Jorge Pais Vilar, a tese pretende de Ricardo Monteiro demonstra a viabilidade da Fotocatálise Heterogénea enquanto tecnologia promissora para o tratamento do ar, fazendo a sua caracterização e analisando a sua eficiência.

A Escola de AOPs estabeleceu este prémio de forma a reconhecer os trabalhos que registem o maior factor de impacto, tendo o de Ricardo atingido um impacto de 4.93 de entre 10 candidatos. O comité científico da organização é composto por 53 membros de 14 diferentes países, entre os quais se incluem os investigadores da FEUP Adrián Silva e Vítor Vilar.

O prémio consiste numa entrada gratuita na 4ª Conferencia Europeia em Aplicações Ambientais de Processos Avançados de Oxidação (EAAOP 4), que se realiza em Atenas de 21 a 24 de outubro de 2015.

tese de doutoramento de Ricardo Monteiro e os restantes trabalhos premiados podem ser encontrados aqui.