Startup do UPTEC recebe investimento para se internacionalizar

Criada por alumni da FEUP, a Addvolt prepara agora a entrada nos mercados internacionais (Foto: DR)

A Addvolt, startup incubada no UPTEC – Parque de Ciência e Tecnologia da Universidade do Porto, atraiu investimento de três capitais de risco. A Portugal Ventures, a Abacus alpha e a Momentum Holding decidiram investir na empresa criada por antigos estudantes da Faculdade de Engenharia da U.Porto (FEUP) e responsável pela criação de uma tecnologia inovadora para produzir energia em camiões, tendo como objetivo incentivar o processo de internacionalização da empresa.

A tecnologia WeTruck, desenvolvida pela Addvolt, ermite utilizar a energia produzida pelo camião para alimentar a unidade frigorífica. A energia gerada pela travagem ou desaceleração do camião é utilizada para o sistema de refrigeração em modo elétrico. A WeTruck reduz substancialmente as emissões de CO2, o consumo de combustível e a emissão de ruído.

“Há 4,8 milhões de camiões refrigerados a circular em todo o mundo, um número que deverá duplicar até 2025. Na Europa há cerca de 1,1 milhão de veículos deste género, onde o WeTruck pode fazer a diferença”, explica  o CEO e cofundador da startup, Bruno Azevedo.

Celso Guedes de Carvalho, CEO da Portugal Ventures, afirma que “o investimento na AddVolt foi motivado pela tecnologia diferenciadora e pelo elevado potencial de aplicação internacional, numa altura em que a redução do uso de combustíveis fósseis e a aposta numa utilização eficiente dos recursos energéticos são determinantes.”

Clara Gonçalves, diretora do UPTEC, acredita no valor da startup portuens, considerando-a “um exemplo de excelência de um projeto nascido na FEUP, com uma notável equipa de recursos humanos e com tecnologias altamente disruptivas testadas e validadas em mercados internacionais.”