Startup do UPTEC distinguida pela utilização de zinco na arquitetura

A Rosmaninho+Azevedo venceu o prémio mais importante do VMZINC Archizinc Trophy. (Foto: DR)

A Rosmaninho+Azevedo – Arquitectos, startup incubada no UPTEC – Parque de Ciência e Tecnologia da Universidade do Porto, venceu o Jury’s Special Award do VMZINC Archizinc Trophy.  Das 120 candidaturas vindas de 18 países diferentes, o trabalho desenvolvido no Centro Interpretativo do Vale do Tua valeu a distinção ao estúdio de arquitetura portuense.

O Archizinc Trophy é um prémio bianual internacional aberto a todas as obras onde o zinco tenha protagonismo. O prémio foi atribuído por um júri composto por arquitetos internacionais – presidido por Paul Finch, editor e diretor da The Architectural Review –, que avaliou os projetos de acordo com a qualidade arquitetónica, a inovação na aplicação de zinco, a funcionalidade e o respeito pelo ambiente.

Centro Interpretativo do Vale do Tua. (Foto. DR)

“A construção minimalista e delicada, muito subtil nos detalhes e com uma economia substancial de meios e a pele de zinco reinterpretando os hangares de madeira, demonstram que é possível mudar completamente um edifício sem o destruir e alterar o uso sem trair a identidade de um lugar”, afirmou o júri acerca deste projeto.

O Centro Interpretativo do Vale do Tua (CIVT), inaugurado em fevereiro, é constituído por dois antigos armazéns ferroviários com identidades diferentes e singulares – um em cada lado da linha do Douro. O primeiro é um edifício centenário em madeira que foi restaurado “tábua a tábua” e é um ponto de acolhimento e de promoção regional. Já o segundo espaço, totalmente revestido a zinco canelado, acolhe uma exposição que procura revelar a riqueza natural e histórica de um território que ao longo dos tempos se foi transformando pela ação do Homem.

Para Susana Rosmaninho, cofundadora do projeto,  “este prémio é o culminar de um processo que se iniciou no verão de 2015 com o concurso e projeto”. “Esta é a nossa primeira obra construída (após vários anos de colaboração com outros escritórios) e é muito bom para nós este reconhecimento global ao nosso trabalho”, acrescenta Pedro Azevedo, cofundador da Rosmaninho+Azevedo.

O Jury’s Special Award é a distinção mais importante da 8ª edição do VMZINC Archizinc Trophy. Para além da startup do UPTEC, mais três ateliers de arquitetura portugueses foram distinguidos na cerimónia que decorreu em Paris.