Sobrinho Simões e Ipatimup homenageados em Santo Tirso

Fundador e diretor do Ipatimup desde a sua criação, Manuel Sobrinho Simões foi Professor Catedrático na FMUP e Chefe de Serviço no Hospital de São João. (Foto: Egidio Santos/U.Porto)

A Câmara Municipal de Santo Tirso, no âmbito da segunda edição do «Success Full Saúde», vai homenagear na próxima sexta-feira, 28 de setembro, o Ipatimup (que agora integra o i3S – Instituto de Investigação e Inovação em Saúde da Universidade do Porto), na pessoa do seu presidente, o patologista Manuel Sobrinho Simões. O evento terá lugar na Fábrica de Santo Thyrso, às 21h00, e é aberto ao público.

Tendo como tema a prevenção do cancro, uma área em que o Instituto tem apostado fortemente desde a sua génese, esta homenagem contará com a participação de Elisabete Weiderpass, a nova Diretora-Geral da IARC – International Agency for Research on Cancer -, a Agência da OMS que lidera a nível mundial a investigação em cancro.

No evento participam também o presidente da Câmara Municipal de Santo Tirso, Joaquim Couto, a vice-presidente do Ipatimup, Raquel Seruca, o Bastonário da Ordem dos Médicos, Miguel Guimarães, o presidente do IPO do Porto, Laranja Pontes, o presidente da Câmara Municipal do Porto, Rui Moreira e o presidente da Liga Portuguesa contra o Cancro, Vítor Veloso.

Para o presidente da Câmara Municipal de Santo Tirso, Joaquim Couto, esta será uma distinção «mais do que merecida». «É com grande orgulho que iremos receber em Santo Tirso o Professor Sobrinho Simões para esta justíssima homenagem. Estou certo de que será um momento único, pelo painel de participantes que conseguimos reunir, e que é revelador da unanimidade existente em relação ao trabalho que conseguiu desenvolver ao longo destes anos no Ipatimup», refere.

Na altura será igualmente entregue a Manuel Sobrinho Simões a estatueta “Success Full – Vinho do Porto”, uma peça criada pela artista plástica Emília Nadal que visa homenagear entidades e personalidades relevantes, numa parceria com o Instituto do Vinho do Douro e Porto.

Com o objetivo de envolver as crianças nesta iniciativa, participarão vários alunos do Colégio das Caldinhas que colocarão ao homenageado questões sobre como é possível alcançar o Successo no combate ao Cancro.

A entrada é gratuita e a iniciativa conta com o apoio e patrocínio da Clínica Médica de São Bento de Santo Tirso, do Complexo Educativo do Colégio das Caldinhas e da Winehouseportugal Gourmet.

Sobre o Ipatimup 

Criado em 1989, sob a égide da Universidade do Porto, o Ipatimup – Instituto de Patologia e Imunologia Molecular da Universidade do Porto é uma associação privada, sem fins lucrativos e de Utilidade Pública dedicada à investigação nas ciências da saúde, principalmente na área do cancro. Presidida desde o início pelo patologista Manuel Sobrinho Simões, o Ipatimup tem como vocação fundamental fazer investigação de translação e pós-graduação em Oncobiologia, Medicina Molecular e Genética. Constituem também atividades fundamentais do Ipatimup a divulgação científica, com ênfase na prevenção do cancro, e a prestação de serviços à comunidade nos seguintes domínios: diagnóstico anatomo-patológico e selecção terapêutica de doenças cancerosas e precancerosas, diagnóstico molecular e aconselhamento genético de cancro familiar e ambiental.Em 2015 o Ipatimup juntou-se com o IBMC e o INEB e constituíram o i3S – Instituto de investigação e Inovação em Saúde da Universidade do Porto, o maior instituto do país de investigação em Saúde.

Sobre Manuel Sobrinho Simões 

Fundador e diretor do Ipatimup desde a sua criação em 1989 e membro da Comissão Diretiva do i3S, Manuel Sobrinho Simões foi Professor Catedrático de Anatomia Patológica na Faculdade de Medicina do Porto (FMUP) e Chefe de Serviço no Hospital de São João. No seu percurso, lecionou também na Faculdade de Medicina da Universidade de Zhengzhou e em cerca de 30 universidades e institutos de oncologia europeus, norte-americanos, latino-americanos e asiáticos.

Sobrinho Simões foi presidente da Sociedade Europeia de Patologia e formou a divisão de Moscovo da Escola Europeia de Patologia. Durante a sua carreira, organizou os dois primeiros congressos intercontinentais de Patologia com a Sociedade Latino-Americana de Patologia (2000 e 2004) e foi Presidente do Colégio Europeu de Patologia. É membro dos conselhos científicos da Escola Europeia de Patologia, do Curso Europeu de Patologia Celular e da Associação Europeia de Prevenção de Cancro e integra o Comité Redatorial da Associação de Directores de Patologia Cirúrgica dos E.U.A. (ADASP). Sobrinho Simões é também sócio honorário da Academia Real de Ciências Médicas da Catalunha e Ilhas Baleares (Barcelona, 1988), Sociedade Brasileira de Cancerologia (Rio de Janeiro, 1997), Sociedade Espanhola de Anatomia Patológica (Madrid, 1998), Sociedade Médica de Córdoba (Argentina, 2001) e Sociedades Portuguesas de Endocrinologia (2004) e de Cirurgia (2005).

No seu percurso constam vários prémios nacionais e internacionais, nomeadamente o Prémio Bordalo – Ciência (1996), Prémio Seiva Trupe – Ciência (2002) e o Prémio Pessoa (2002). Foi igualmente agraciado com o título de Comandante e Grande Oficial da Ordem Real da Noruega (2003 e 2010) e com a Grã-Cruz da Ordem do Infante D. Henrique (2004). Em 2012, Manuel Sobrinho Simões recebeu a medalha de serviços distintos do Ministério da Saúde grau ouro e, em 2017, o Prémio de Mérito da Competência em Gestão dos Serviços de Saúde atribuído pela Ordem dos Médicos.