Simulação Médica em foco na FMUP

fmup_dia

Congresso vai decorrer no Centro de Investigação Médica da FMUP.

Entre os dias 19 e 21 de fevereiro, o Centro de Investigação Médica da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto (FMUP) acolhe o III Congresso da Sociedade Portuguesa de Simulação Aplicada às Ciências da Saúde. O evento, que vai reunir representantes do Ministério da Saúde, das Ordens profissionais da área da Saúde e das mais importantes Escolas de Medicina e de Enfermagem, pretende promover a definição de estratégias nacionais de aplicação da simulação ao ensino das ciências da saúde em Portugal.

A simulação biomédica é um instrumento de ensino que possibilita o treino e avaliação de diferentes competências (técnicas e comportamentais) de forma transversal e integrada ao longo da educação em saúde. Cenários mimetizando casos clínicos (incluindo situações de emergência) são reproduzidos proporcionando experiências ativas e sistemáticas de aprendizagem. Assim, estudantes de Medicina e de Enfermagem, médicos internos e especialistas e outros profissionais de saúde podem treinar diferentes tipos de competências clínicas de forma eficaz e segura. Podem ainda melhorar as suas competências de comunicação e comportamento em equipa, bem como testar os seus limites ao stresse.

“O realismo do caso simulado reproduz a envolvência multidisciplinar e organizacional do ambiente clínico. O impacto emocional deste treino integrado traduz-se na melhoria do tempo de aquisição e retenção das competências clínicas com repercussão positiva na confiança, eficácia e eficiência das equipas médicas”, explica Francisco Maio Matos, presidente da Sociedade Portuguesa de Simulação Aplicada às Ciências da Saúde.

“A aplicação às ciências da saúde de um novo conceito de aprendizagem interativa pode melhorar a capacidade do sistema de saúde português”, acrescenta Maria Amélia Ferreira, diretora da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto (FMUP), salientando que o “treino com simuladores deve ser obrigatório no âmbito do ensino das Ciências da Saúde”.

Recorde-se que a FMUP foi a primeira Escola Médica portuguesa a constituir um Centro de Simulação Biomédica (2003). Desde então, a FMUP tem aumentado as suas atividades de Ensino e de Investigação, tendo até desenvolvido, em colaboração com o Instituto Nacional de Engenharia Biomédica, um simulador de partos de alta-fidelidade que possibilita o treino de cerca de uma dezena de cenários críticos que podem ocorrer durante o trabalho de parto e que os modelos anteriores eram incapazes de simular.

No âmbito do III Congresso da Sociedade Portuguesa de Simulação Aplicada às Ciências da Saúde, convida-se a comunicação social a estar presente na sessão sobre o “Impacto da simulação na melhoria dos cuidados de saúde”, marcada para dia 20 de fevereiro, entre as 10h30 e as 12h00, no Auditório do Centro de Investigação Médica da FMUP (entrada pela Rua Dr. Plácido Costa). A palestra conta com a presença de Fernando Leal da Costa (Secretário de Estado Adjunto e da Saúde).