SexLab lança estudo inovador sobre disfunção eréctil

disfuncao_erectil

Estudo pretende comparar a atividade cerebral e a resposta sexual de homens com e sem disfunção eréctil. (Foto: DR)

O Centro de Investigação em Sexualidade Humana da Universidade do Porto (SexLab ) e o Instituto Biomédico de Investigação de Luz e Imagem da Universidade de Coimbra (IBILI) estão a desenvolver um estudo inovador sobre a resposta sexual masculina e os seus correlatos neuronais.

Este estudo, financiado pela Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT) tem como foco a atividade cerebral e a resposta sexual de homens com e sem disfunção erétil, face à visualização de filmes de conteúdo sexual, durante a realização de uma ressonância magnética.

Com este trabalho , o SexLab  eo IBILI pretendem contribuir para uma melhor compreensão da problemática e mestudo, avaliando os correlatos neuronais da resposta sexual em homens com e sem disfunção eréctil. Os investigadores acreditam ainda que “o estudo poderá ter repercussões na consolidação de conhecimentos relacionados com a etiologia e manutenção da disfunção eréctil e suas implicações para tratamento”.

O estudo, cuja segunda fase está prestes iniciar, necessita da contribuição voluntária de 40 homens (20 com disfunção eréctil com causas psicológicas e 20 sem dificuldades sexuais). Os voluntários devem ser homens heterossexuais entre os 18 e 50 anos sem problemas médicos ou consumo de medicação que afetem a resposta sexual (ex: diabetes anti hipertensores, antidepressivos).  O estudo decorre com todas as garantias de privacidade e anonimato.

No final da participação, os voluntários receberão como compensação um cartão de oferta no valor de 30 euros. Os voluntários que o desejem podem ainda beneficiar de um tratamento gratuito para a disfunção eréctil, no âmbito de um projeto de investigação que compara psicoterapia com medicação no tratamento de disfunção eréctil.

Mais informações através do e-mail sexlab.ibili@gmail.com.