Ser médico e ser investigador… Fusão possível ou impossível?

investigadora da FMUP

Durante a sessão serão debatidos exemplos práticos de conciliação das carreiras clínica e científica. (Foto: Egídio Santos / U.Porto)

Ser médico e ser investigador… Fusão possível ou impossível? Com que vantagens e desvantagens? É este o mote da palestra que vai decorrer no próximo dia 18 de junho, às 21h00, na Aula Magna da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto (FMUP), sob o título “O Médico Cientista – Prática Clínica e Investigação: É Possível Conciliar?”.

Integrada no projeto RES4MED – Aprender medicina através da investigação, coordenado por Laura Ribeiro, a sessão tem como objetivo promover a discussão de exemplos práticos de conciliação das carreiras clínica e científica.

O evento vai contar com a participação de Sebastião Feyo de Azevedo (reitor da U.Porto), Maria Amélia Ferreira (diretora da FMUP) e Adelino Leite Moreira (diretor do Departamento de Fisiologia e Cirurgia Cardiotorácica da FMUP).

A entrada é livre.