Sansão e Dalila trazem ópera à Faculdade de Engenharia

Iniciativa resulta de uma parceria FEUP / INESC TEC (foto: D.R.)

O Auditório da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto (FEUP) acolhe, no próximo dia 6 de dezembro, às 21h30, o concerto “Visitação à Ópera Sansão e Dalila de Camille Saint-Saëns”, pela Orquestra da Ópera na Academia e na Cidade.

Promovido pelo Comissariado Cultural da FEUP, o concerto terá como solistas convidados os cantores Carlos Guilherme (Sansão), Maria Ermolaeva (Dalila), Pedro Telles (Grande Sacerdote de Dagon) e conta ainda com a participação da bailarina Raquel Cabral e do narrador Henrique Silveira. A direção musical da Orquestra da Ópera na Academia e na Cidade estará a cargo do Maestro José Ferreira Lobo.

Resultado de uma parceria entre a FEUP e o Instituto de Engenharia de Sistemas e Computadores Tecnologia e Ciência (INESC TEC), o espetáculo é de acesso gratuito (sujeito à lotação da sala), mediante levantamento antecipado de bilhete.

Os bilhetes estão disponíveis no Infodesk/FEUP (segunda a sexta, das 9h30 às 13h, e das 14h às 17h30), ou na bilheteira do Auditório da FEUP no dia do espetáculo (abertura da bilheteira uma hora antes do espetáculo).

Mais informações sobre a iniciativa através do e-mail ccultur@fe.up.pt.

Sabia que…?

No mesmo dia do concerto, vai-se realizar uma sessão do Clube de Leitura da Faculdade de Engenharia dedicada à obra “Poções e Paixões: Química e Ópera”? Agendada para as 12h45, na Sala de Atos do Departamento de Engenharia Química da FEUP, a iniciativa conta com a presença do autor da obra, o docente e investigador na Escola de Ciências da Universidade do Minho, João Paulo André, e ainda do Maestro José Ferreira Lobo, diretor musical da associação Ópera na Academia e na Cidade.

Esta sessão será moderada pelo professor do Departamento de Engenharia Química Joaquim Faria e tem entrada livre.

Sobre a Ópera na Academia e na Cidade

A “Ópera na Academia e na Cidade” é um projeto pioneiro em Portugal, que congrega a Universidade do Porto, o Instituto Superior Técnico e o Instituto Politécnico de Leiria, para além de outras escolas, municípios e Instituições da Sociedade Civil que se associaram para celebrar a arte musical e o seu cruzamento com outros saberes. O objetivo passa por fomentar a atividade artística e cultural junto da Academia e da Comunidade, através da produção de conteúdos de uma Companhia de Ópera com as competências e flexibilidade necessárias à itinerância é outro dos pressupostos centrais da sua criação.

Iniciado no passado dia 24 de novembro, o ciclo realizações da Visitação à Ópera Sansão e Dalila de Camille Saint-Säens ciclo marca então o arranque da atividade da associaçãoatravés da qual se deseja encurtar não só a distância entre o conhecimento e a arte, como a Universidade e Cidadãos.